Zezinho e Alex Santana, novidades no time. Robson Mafra

Artilharia pesada

O Paraná Clube estrou com uma goleada histórica – 5×0, sobre o Foz – a sua caminhada no Campeonato Paranaense. Quem foi à Vila Capanema, viu uma equipe segura, precisa nas bolas paradas e mortal nas finalizações. E, mais do que isso, seguindo à risca o seu planejamento, o técnico Wagner Lopes colocou em campo um time bem diferente do visto na largada da Primeira Liga, na quarta-feira passada.

O Tricolor iniciou a partida com sete “caras novas” em relação ao jogo anterior. “Ainda estamos procurando o melhor modelo de jogo. Ouvimos os médicos, os fisiologistas. A partir dessas informações, procuramos poupar alguns atletas e, ao mesmo tempo, observar outros que vêm treinando muito bem”, analisou Wagner Lopes. O treinador gostou do bom aproveitamento da equipe nas bolas paradas, um ponto treinado exaustivamente.

“Mais de 78% dos jogos são decididos assim”, lembrou. E, na bola parada, o Paraná precisou de apenas 3 minutos para abrir o placar. Na cobrança de escanteio de Zezinho, Igor cabeceou forte para vencer o goleiro Juninho. Com a vantagem e sendo pouco ameaçado, o Tricolor cadenciou o jogo e não conseguiu encaixar a velocidade no seu ataque. Mas, mesmo assim, ampliou o marcador ainda no primeiro tempo.

Aos 36 minutos, Guga foi agarrado na área por Lucas Garcia: pênalti. Zezinho foi para a cobrança. Juninho defendeu, mas no rebote o próprio Zezinho conferiu. Pressionando no final, o Paraná fez mais um. Na cobrança de escanteio de Zezinho, aos 42 minutos, Igor cabeceou e Alex Santana conferiu: 3×0.

Sobrando em campo, o Paraná arrancou aplausos de seu torcedor com algumas jogadas de efeito. A mais bonita delas, aos 15 minutos, quando Ítalo meteu uma “lambreta” no seu marcador. Na sequência, houve falta para Tricolor e, na cobrança precisa de Renatinho, Rayan cabeceou no canto esquerdo, 4×0. Mesmo com o desgaste de alguns jogadores, a goleada foi fechada nos acréscimos. Aos 46 minutos, Jhony fez ótima assistência para Bruno Cantanhede, que na saída do goleiro mandou no canto direito: 5×0.

Fonte: site oficial do Paraná Clube

Um comentário

  1. Rafael de Souza

    Da lhe Tricoloooor