Treinar com os principais técnicos do mundo, usufruir de pistas da mais alta qualidade, equipamentos de ponta, disputar competições com os principais atletas da categoria e ter condições de aprimorar habilidades para disputar títulos. Este é o sonho de todos os atletas de alto rendimento e se tornará realidade para a ciclista curitibana Nicolle Wendy Borges devido ao apoio da Lei de Incentivo ao Esporte Municipal.

A atleta foi convidada pela União Ciclística Internacional (UCI) para passar seis meses de treinamento no Centro Mundial de Ciclismo (CMC), em Aigle, na Suíça, onde também poderá participar de competições internacionais e receberá acompanhamento de equipe multidisciplinar para ajudar no seu desenvolvimento. A hospedagem e alimentação serão custeadas pela entidade, porém Nicole teria que bancar a viagem para a Europa, o que rapidamente se tornou um problema.

Sem encontrar patrocínio na iniciativa privada ou recursos junto às entidades representativas da modalidade, a atleta apresentou um projeto para a Lei de Incentivo ao Esporte, que foi aprovado e permitiu a compra das passagens para a Suíça.

“Sou atleta incentivada desde 2015 e mais uma vez este mecanismo está me ajudando a realizar um sonho. Vou aproveitar cada minuto desta oportunidade única para melhorar tecnicamente e me esforçar ao máximo para obter bons resultados nos treinos e competições”, disse Nicole Borges, que irá viajar no dia 14 de março.

O secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa, recebeu a atleta na manhã desta quinta-feira (23) para a assinatura do Termo de Compromisso e ressaltou a importância da Lei para auxiliar os atletas locais.

“A Lei de Incentivo ao Esporte foi criada para fortalecer a prática esportiva e isso inclui apoiar o desenvolvimento de atletas de alto rendimento como a Nicolle, que irá representar o município em competições internacionais”, disse Marcello Richa.

 

História

Nascida em 1998, Nicolle Borges começou no ciclismo em 2013, quando participou das corridas de 100 Voltas promovidas no Centro de Esporte e Lazer (CEL) Velódromo e foi convidada pela equipe da Smelj para participar das atividades sistemáticas.

Logo no primeiro ano, mostrou ter talento, disciplina e força de vontade e conquistou o título da Copa Pinhais na modalidade estrada individual e ficou na segunda posição no ranking da corrida das 100 Voltas de Curitiba. Desde então, não parou mais, conquistando o título brasileiro nas competições de pista de 200 metros, por pontos e scratch em 2014; perseguição individual em 2014 e 2015 (quando estabeleceu o recorde de tempo no Velódromo de Maringá).

Em 2016 conquistou o brasileiro de scratch e perseguição individual, treinou durante 20 dias no Centro Mundial de Ciclismo e conquistou a 7ª posição na prova por pontos do Campeonato Mundial, disputado na Suíça. “Tudo tem acontecido muito rápido, mas espero que continue assim. Agora é treinar forte e buscar melhorar cada vez mais meus resultados”, disse a atleta, que já é convocada constantemente para a Seleção Brasileira de Pista.

Lei de Incentivo

Em 2017, a Lei de Incentivo ao Esporte aprovou 394 projetos esportivos de 46 modalidades diferentes. Serão distribuídos R$ 3,3 milhões entre os projetos, nos quais se destacam 206 trabalhos de atletas de categorias olímpicas e 26 de modalidades não olímpicas.

As modalidades mais contempladas foram natação (35), judô (25) e taekwondô (20).