Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

Atlético empata com o Ceará em Fortaleza

O jogo
O primeiro tempo foi bastante disputado. A primeira chance da partida foi do Atlético. Bergson desviou de cabeça a bola vinda de um cruzamento da direita, mas a mesma passou à direita do goleiro, logo no primeiro minuto.
Aos quatro minutos, quase gol olímpico do Furacão. Marcinho cobrou um escanteio bem fechado. Três minutos depois, Santos fez uma boa defesa, após o escanteio do Ceará.
Aos 10 minutos, uma excelente chance do Atlético. Raphael Veiga cobrou escanteio, Bergson estava livre na primeira trave e tocou de cabeça por cima do travessão. Aos 21’, mais uma oportunidade para o Furacão. Marcinho fez o cruzamento da esquerda e Veiga cabeceou, mas a bola foi fraca e de fácil defesa para o goleiro adversário.
O Ceará tentou chegar com perigo aos 25 minutos, Ricardinho tocou para João Lucas, que chutou por cima do travessão do goleiro Santos.
E, aos 39 minutos, Marcelo Cirino ganhou na velocidade e Tiago Alves, último homem do Ceará, fez falta no atacante atleticano. O árbitro deu somente cartão amarelo para o jogador adversário. Na jogada, Marcelo sentiu dores na perna e teve de ser substituído. Nikão entrou em seu lugar.
A última jogada do primeiro tempo foi do Ceará. Santos fez uma boa defesa em chute cruzado da direita, defendeu em dois tempos.
Segunda etapa
O Atlético voltou bem para a segunda etapa, pressionando o adversário com boas chances para marcar o gol. Aos quatro minutos, Bergson girou na área e chutou no canto esquerdo, mas o goleiro salvou a jogada. No minuto seguinte, Nikão pegou a sobra do escanteio e chutou forte, mas a bola foi por cima do gol.
Aos cinco minutos, Santos fez uma boa defesa, após um chute de fora da área do Ceará. Três minutos depois, mais uma boa chance atleticana. Bergson ajeitou e Veiga bateu cruzado, mas a bola foi para fora.
Aos 11 minutos, Veiga cobrou uma falta pela esquerda para o Furacão, mas o goleiro do Ceará tirou a bola com um soco. Aos 17’, o técnico Tiago Nunes substituiu Raphael Veiga por Bruno Nazário.
Aos 28 minutos, Bergson caiu na área e pediu a marcação do pênalti, mas o árbitro mandou seguir. Nikão pegou a sobra e chutou cruzado, o goleiro segurou a bola.
Aos 32’, Bergson cobrou falta que Nikão sofreu, mas a bola foi rasteira para fora.
Aos 39 minutos, entrou Lucho González no lugar de Bruno Guimarães. O Furacão ainda tentou chegar no gol do Ceará aos 44 minutos. Marcinho tocou para Nikão, que driblou Richardson e chutou para o gol, mas a bola foi para fora.

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.