Créditos: Gustavo Oliveira/Site Oficial

Atlético Paranaense e Atlético Mineiro empatam em 1 a 1

Pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético Paranaense recebeu o xará mineiro na partida das 11h. Em um jogo com muitas polêmicas, protagonizadas pelo árbitro Flávio Rodrigues de Souza, empate em 1 a 1. O Furacão abriu o placar no primeiro tempo, com André Lima. O Atlético Mineiro empatou na segunda etapa, em cobrança de pênalti de Cazares. Na próxima rodada, o Rubro-Negro enfrenta o Botafogo, fora de casa.
 O jogo
 Jogando em casa, o Furacão começou a partida no ataque. As principais chances ofensivas vieram em jogadas de velocidade de Ewandro e Nikão. Em uma dessas, aos nove minutos, o Rubro-Negro abriu o placar. Ewandro avançou pela esquerda e cruzou rasteiro. A zaga não conseguiu cortar e a bola sobrou para André Lima. O atacante pegou a bola no alto e marcou o primeiro. 1 a 0.
Atrás no placar, o time mineiro foi ao ataque, explorando as jogadas aéreas. Aos 27 minutos, Carlos pegou cruzamento da esquerda e tentou de cabeça. Quase em cima da linha, Weverton fez a defesa. O Furacão voltou a assustar aos 31 minutos. Sidcley recebeu passe de Hernani e bateu cruzado, rasteiro. Victor espalmou para escanteio. Na cobrança, Thiago Heleno quase marcou de cabeça.
Aos 35 minutos, o árbitro expulsou o técnico Paulo Autuori. O comandante atleticano reclamou de um escanteio marcado por Flávio Rodrigues de Souza e foi excluído de campo. Já nos acréscimos, Weverton fez outra boa defesa, em chute de longe do lateral Douglas Santos.
Para a segunda etapa, o técnico Marcelo Oliveira colocou Dátolo no lugar de Patric. O Rubro-Negro voltou com a mesma formação e criando boas jogadas. Aos quatro minutos, Ewandro chutou forte, de fora da área, Victor fez a defesa.
Aos 16 minutos, mais um lance polêmico. Nikão fez bela jogada pela direita e bateu forte. A bola bateu na mão do jogador do time mineiro. Aos 30 minutos, em lance semelhante, mas na área do Furacão, o pênalti foi marcado. Cazares cobrou no alto e empatou o jogo. 1 a 1.
O Rubro-Negro ainda marcou com Thiago Heleno, de cabeça, mas o árbitro marcou falta no lance e anulou o gol, decretando o empate na partida.