Créditos: Marco Oliveira/Site Oficial

Atlético Paranaense empata na estreia na fase de grupos da Conmebol Libertadores Bridgestone

Na noite desta terça-feira (7), o Atlético Paranaense recebeu a Universidad Católica, do Chile, pela primeira rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores Bridgestone. Com gols chilenos nos minutos finais, o placar terminou empatado em 2 a 2. Lucho González e Nikão marcaram para o Rubro-Negro.

O próximo compromisso do Furacão pela competição é na próxima quarta-feira (15), na Argentina. No Estádio ‘El Nuevo Gasómetro’, às 19h30, o Atlético Paranaense enfrenta o San Lorenzo, pela segunda rodada.

Antes, às 16h do próximo domingo (12), o adversário é o Londrina, pelo Campeonato Paranaense, no estádio atleticano.

Furacão abre o placar e sufoca o adversário

A primeira chance foi do adversário, aos três minutos. Em chute de fora da área, Weverton defendeu com tranquilidade.

No minuto seguinte, Thiago Heleno fez um belo lançamento, do campo de defesa, para Jonathan. O lateral atleticano dominou cruzou rasteiro para Lucho González, no meio da área, bater com categoria e abrir o placar. 1 a 0!

Controlando a partida, a equipe atleticana mostrou grande entrosamento no meio de campo. Lucho e Pablo fizeram bela troca de passes de cabeça e levantaram a torcida.

Aos 12’, Jonathan recebeu no campo de ataque e fez o cruzamento. Nikão apareceu no meio da área para desviar, mas não foi o suficiente para a bola tomar o trajeto do gol adversário.

Felipe Gedoz, com velocidade e habilidade, criou duas boas chances, aos 16’ e aos 18’. Na primeira, ele partiu em velocidade, cortou para o meio e bateu de perna esquerda, de fora da área, em cima da defesa. Na sequência, aplicou um drible de futsal no adversário e arriscou novamente, mas a bola parou novamente na defesa.

Sem dar chances ao Universidad Católica, o Furacão criou outra boa chance aos 19 minutos, com Carlos Alberto. O meia invadiu a área pelo lado direito e bateu cruzado, mas a bola foi para fora.

Três minutos mais tarde, Gedoz apareceu novamente. Nikão ganhou a bola no meio de campo e deu um belo passe para o camisa 10, que invadiu a área, pedalou e bateu forte, para boa defesa do goleiro.

O Rubro-Negro não parava de pressionar. Aos 26 minutos, Pablo percebeu o goleiro adiantado e tentou o chute de trás do meio de campo, mas ela passou ao lado. Quase um golaço.

Mais uma oportunidade veio aos 32’. Gedoz cobrou escanteio e Thiago Heleno apareceu para completar, de cabeça. A bola foi para fora.

Na reta final da primeira etapa, a Universidad Católica conseguiu equilibrar as ações no meio de campo e chegou algumas vezes em finalizações de fora da área. Bem postada, a defesa rubro-negra não teve muito trabalho.

Segundo tempo

No segundo tempo, o Furacão voltou com o mesmo ímpeto e criou a primeira chance aos três minutos. Em jogada de contra-ataque, Carlos Alberto tocou para Otávio, que bateu de primeira, ao lado.

No minuto seguinte, a Universidad Católica chegou com perigo. Após cruzamento da esquerda, Kalinski apareceu no meio da área para finalizar. A bola passou por cima do gol de Weverton.

Aos nove minutos, Gedoz cobrou direto uma falta da esquerda e obrigou o goleiro Toselli a praticar a defesa.

Aos 18’, Weverton foi obrigado a fazer uma difícil defesa. Silva escorou de cabeça um cruzamento da direita, mas o goleiro atleticano pulou no canto direito para evitar o empate.

O Furacão partiu em contra-ataque com Nikão, que avançou em velocidade e foi derrubado por Maripán, próximo à área, pelo lado direito. O árbitro marcou a falta e mostrou cartão amarelo para o zagueiro da Universidad Católica, aos 26 minutos.

Quatro minutos mais tarde, porém, ninguém pode parar Nikão. Ele recebeu ótimo passe de Rossetto, de letra. O meia dominou, ajeitou para a perna esquerda e bateu colocado, no ângulo esquerdo do goleiro, que nem se mexeu. 2 a 0!

O goleiro atleticano foi destaque novamente aos 34 minutos da etapa complementar. Após finalização de dentro da área, Weverton praticou uma linda defesa.

O adversário diminuiu o placar aos 40’, com David Llanos. Após bola alçada na área, o atacante completou de cabeça na segunda trave. Aos 43, a Universidad Católica chegou ao empate, com gol de Noir. Na comemoração, Maripán levou o segundo cartão amarelo e foi expulso.

No final da partida, o Rubro-Negro ainda acertou duas bolas na trave. A primeira foi com Nikão, aos 45 minutos, após cobrança de falta da esquerda. Depois, aos 47’, Pablo dominou na área e bateu no travessão.

Fonte: Site oficial do Atlético Paranaense