Cabeça erguida

É bem verdade que o Coritiba voltará de Santos sem nenhum ponto na bagagem. No entanto, mesmo com o revés sofrido na Vila Belmiro, o time alviverde demonstrou capacidade. No total, o Coxa teve mais que o dobro de finalizações que os donos da casa. O futebol imposto pelo Verdão não foi revertido em resultado muito pela tarde especial vivida pelo goleiro santista Vanderlei.

“É claro que a gente fica triste pela derrota, mas é um jogo que nos dá a certeza que estamos no caminho certo pela postura que tivemos. Impomos nosso ritmo diante do Santos, variamos jogadas e criamos inúmeras situações. O Vanderlei esteve em uma tarde feliz e evitou nossa vitória”, declarou o técnico Pachequinho.

O roteiro do jogo não foi dos melhores para o Verdão. Com um gol irregular, o Santos saiu na frente nos minutos iniciais da partida. O Coxa mostrou força, não se abalou e dominou a disputa do início ao fim. Se o resultado não veio, ao menos a atuação foi aprovada por atletas e comissão técnica.

“Campeonato Brasileiro é assim, um vacilo e o resultado não vem. Mas nós jogamos muito bem, tivemos capacidade de impor nosso jogo e provamos que temos condições de fazer uma competição em alto nível”, afirmou o capitão Kleber.

Por fim, Pachequinho projetou com otimismo a sequência do Verdão dentro do Campeonato Brasileiro. “Saímos de cabeça erguida, nossa perspectiva é muito boa. Sempre digo que não podemos ter medo de jogar. Hoje foi isso, impusemos nosso jogo assim como fizemos fora de casa na final do estadual, mas lá a bola entrou e hoje infelizmente o Vanderlei viveu uma tarde perfeita”, apontou o comandante coxa-branca.

Fonte: site oficial do Coritiba

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.