Canteiros de ruas e parques de Curitiba ganham flores em tons de rosa

As flores do paisagismo da cidade, mais uma vez, entraram na corrente do Outubro Rosa, em Curitiba, pelo alerta para detecção precoce do câncer de mama. Nos últimos dias, as mudas vêm sendo trocadas e, em breve, as cores devem aparecer.

Nas ruas, serão cravinas e bocas-de-leão. Elas poderão ser vistas nos canteiros da Avenida Manoel Ribas, nos parques Tingui e Tanguá e no Bosque Alemão. Até a próxima semana, todas devem ser plantadas.

No famoso Jardim Francês do Jardim Botânico de Curitiba, onde as flores são trocadas a cada três meses, as bocas-de-leão de cor rosa já foram plantadas e começam a florescer no canteiro central. São 100 mil unidades produzidas pelo Horto do Guabirotuba somente para enfeitar o Jardim Botânico.

“As nossas flores são mais um elemento entre tantos em outros equipamentos municipais, na cidade, nas empresas e demais locais para chamar a atenção para um assunto tão importante”, disse o diretor de Produção Vegetal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, José Roberto Roloff.

Campanha

O movimento de sensibilização Outubro Rosa começou nos Estados Unidos na década de 1990 e tem como objetivo alertar, principalmente as mulheres, sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), esse é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo.