O estreante Rafael Grampola parou na marcação. Foto: Geraldo Bubniak

Ceará Vence

O Paraná Clube precisava da reabilitação. Vindo de duas derrotas, superar o Ceará-CE, adversário direto na luta contra o rebaixamento, era obrigação. Só que desta vez o Tricolor não fez a lição de casa. Impreciso nas finalizações, levou um gol aos 15 minutos do 1º tempo e, mesmo criando várias situações, não conseguiu superar a marcação adversária e perdeu por 1×0. Resultado que deixa o time de Rogério Micale na última colocação.

“Faltou o gol. Criamos, mais uma vez, muito mais do que o adversário. Mas, só isso não vale. O que importa é bola na rede. Eu não faço gols”, desabafou Micale, logo após a partida. O treinador lançou mão dos novos contratados Rafael Grampola e Maicosuel (este, entrando no segundo tempo), mas nem assim o Paraná Clube engrenou, como se esperava.

No início, deu a impressão de que abriria o placar com certa facilidade. Silvinho, Torito (de falta), Nadson, Rodolfo. Todos tiveram chances, mas pararam na zaga cearense ou no goleiro Éverson. O cenário mudou aos 15 minutos. Num descuido da marcação, Juninho Quixadá abriu espaço e acertou o canto direito de Richard: 1×0. O Paraná sentiu o gol e só voltou a ameaçar o Ceará num chute de fora da área de Nadson, que parou no goleiro adversário.

Micale, no intervalo, trocou Leandro Vilela e Nadson por Alex Santana e Maicosuel. Aos 2 minutos, após uma cobrança de falta “cavada” de Maicosuel e desvio de Grampola, Rayan perdeu a chance do empate. Aos 13, Maicosuel fez fila e bateu no contrapé do goleiro, mas a bola passou raspando a trave esquerda. A entrada de Carlos Eduardo visava tornar o time mais criativo. Mas, o Paraná mesmo criando mais algumas chances, nunca foi contundente o suficiente para furar a marcação do Ceará.

Fonte: Site oficial do Paraná Clube

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.