Clubes de futebol de Curitiba se engajam na campanha Doe Sangue pelo Esporte

Os três clubes de futebol de Curitiba – Atlético, Coritiba e Paraná – esqueceram a rivalidade e seu uniram nesta segunda-feira (20) em torno de uma boa causa: o incentivo à doação de sangue e medula óssea. Em mais uma ação da campanha Doe Sangue pelo Esporte, atletas e ex-atletas dos três times visitaram o banco de sangue do Hospital Erasto Gaertner, onde fizeram doações e chamaram a atenção para a importância de se tornar um doador.

A campanha Doe Sangue pelo Esporte 2016 é promovida pela Prefeitura de Curitiba, por meio da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude. É uma iniciativa de contrapartida social dos atletas pela Lei Municipal de Incentivo ao Esporte. A participação, porém, é aberta à toda a população.

Até 30 de junho, a campanha pretende levar o maior número possível de pessoas aos bancos de sangue e chamar a atenção para a importância da doação de sangue e medula óssea.

O ex-craque e ídolo da torcida do Coritiba Dirceu Krüger representou o clube. Embora não possa mais doar sangue, Krüger usa sua experiência pessoal para aconselhar as pessoas a se tornarem doadoras: aos 25 anos, ele rompeu uma alça intestinal, num choque com um adversário, e ficou entre a vida e a morte.

“Eu precisei de muito sangue naquela época e, graças aos muitos doadores, salvei a minha vida. Então, faço um apelo: doar sangue é tão simples, não leva a nenhuma situação diferente, simplesmente salva vidas. Aquele que doa sangue se realiza”, diz.

O Atlético Paranaense foi representado pelo meia-atacante Pablo, e o Paraná, pelo goleiro Murilo e o volante Jean. Participaram também integrantes do grupo de capoeira Kauande e atletas do Rugby Curitiba.

“Acho que pessoas públicas como nós, jogadores de futebol, temos obrigação de dar o exemplo e incentivar campanhas como estas. A doação de sangue salva vidas”, disse Pablo.

Além de liberarem seus atletas para participarem da campanha, os três clubes doaram camisas autografadas que serão sorteadas entre os doadores, no final da campanha.

“A ideia desta ação com os clubes é desmistificar a rivalidade e enfatizar a solidariedade. Acima da rivalidade, que deve ficar apenas dentro do campo, está uma causa maior que é a importância da doação”, diz o diretor do Departamento de Incentivo ao Esporte e Ação Social, Antônio de Medeiros, da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude.

Participam  da Campanha Doe Sangue Pelo Esporte os seguintes bancos de sangue: Hospital Nossa Senhora das Graças/Instituto Pasquini, Biobanco do HC/UFPR, Santa Casa de Curitiba, e Hospital Erasto Gaetner e Hemepar.