Com novo recuo, taxa básica de juros chega a 7,5% ao ano

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) voltou a reduzir a taxa básica de juros (Selic), nesta quarta-feira (25). Com a decisão, o indicador recuou 0,75% e ficou em 7,5% ao ano. Esse foi o menor patamar apresentado desde 2013. O Banco Central vem reduzindo a Selic desde outubro do ano passado e essa é a nona queda consecutiva.

Entre os principais bancos que já anunciaram o recuo dos juros estão o Bradesco, que já informou que vai repassar a diminuição da taxa nas principais linhas de crédito de pessoa física e jurídica; o Banco do Brasil, que repassou a informação de que está em linha com o Copom e o Itaú, que anunciou o repasse integral do corte e que as novas taxas passam a valer a partir do dia 1 de novembro.

Durante algum tempo a taxa Selic permaneceu em 14,25% ao ano. Apesar de essa redução não se igualar as quatro últimas, que foram de 1 ponto percentual, o indicador está caminhando para o esperado pelo mercado. A expectativa é de que até o fim do ano a taxa chegue a 7% ao ano.

A Selic é a taxa básica de juros que serve de referência para algumas operações, como financiamentos, por exemplo, além de servir como base para remunerar investimentos corrigidos por ela.

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.