Convocados para revisão do auxílio-doença têm uma semana para agendar perícia

Os beneficiários do auxílio-doença convocados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) têm até a próxima segunda-feira (21) para agendar a perícia de revisão do benefício. A lista com os nomes dos beneficiários convocados pelo INSS está disponível neste link.

O agendamento é obrigatório e deve ser feito exclusivamente pelo telefone 135. Não é preciso ir até uma agência do Instituto para fazer a marcação da perícia. Os beneficiários podem fazer a atualização de endereço pelo mesmo número.

Se o beneficiário não entrar em contato no prazo estipulado, o benefício é bloqueado. A partir do bloqueio, ele tem mais 60 dias para marcar a perícia.

Com o agendamento dentro do prazo, o benefício é liberado até a realização da perícia. Se passados 60 dias sem que o beneficiário se manifeste, o benefício será cancelado.

O secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Alberto Beltrame, ressalta que a convocação é uma forma de garantir os benefícios e os direitos dos trabalhadores. “O ministério está fazendo todos os esforços para garantir que todas as pessoas sejam notificadas e tenham conhecimento da revisão do benefício.”

Pente-fino

O pente-fino adotado pelo governo federal faz parte de um processo de aperfeiçoamento da gestão dos programas sociais e benefícios. O objetivo é garantir que os recursos públicos cheguem a quem realmente precisa. A economia anual estimada até agora é de R$ 2,6 bilhões.

Até meados de julho, o MDS realizou quase 200 mil perícias em todo o País. Como resultado, 160 mil pessoas tiveram o benefício cancelado por não precisarem mais recebê-lo.

Além disso, outros 20,3 mil deixaram de ser concedidos às pessoas que não compareceram à perícia. Ao todo, 530 mil benefícios de auxílio-doença serão revisados, além de mais de um milhão de aposentadorias por invalidez.