Coritiba perde para a Chapecoense

O Coritiba foi a Chapecó, neste domingo (03), onde enfrentou a Chapecoense, na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. O Coxa saiu na frente, com gol de Kleber, mas acabou cedendo o placar para o time da casa, que conseguiu a virada no último minuto de jogo. Com o resultado, o Coxa foi rebaixado à Série B.

O jogo

A primeira grande chegada do jogo foi da Chapecoense. Aos quatro minutos, Apodi avançava com velocidade e Thiago Carleto cometeu a falta. Reinaldo cobrou e Wilson fez uma boa defesa.

A torcida coxa-branca compareceu em bom número na Arena Condá e ia empurrando o time alviverde. O Verdão paranaense pressionava a saída de bola da Chapecoense, até que abriu o placar aos 14 minutos de bola rolando.

E foi um golaço de Kleber. O Gladiador, artilheiro do Coxa no ano, recebeu, rolou para o lado e mandou uma bomba, de longe, estufando as redes. Gol importante, mas ainda tinha muito jogo pela frente.

A Chapecoense também queria fazer o seu gol e encontrava oportunidades relevantes. O goleiro Wilson, aos 24’, fez mais uma defesa decisiva, desta vez na cobrança de falta de Artur. E foi com as pontas dos dedos, se esticando todo.

O Coritiba ia segurando o placar e de olho nos outros jogos, que o interessavam na classificação do Brasileirão. Embora a vitória coxa-branca fosse suficiente para manter o time na Série A, outros resultados deixavam o Coritiba mais ou menos confortável. O Sport, em casa, enfrentando o Corinthians, tinha o placar zerado. O Avaí contra o Santos fora de casa ia empatando em um a um, após ter saído atrás no marcador. E o Vitória, que enfrentava o Flamengo, também em casa.

Os últimos minutos do primeiro tempo foram de um Coritiba tentando acalmar o jogo, e a Chapecoense buscando o empate. O Coxa ia se segurando como podia, mas a partida era perigosa.

Até que aos 36’, Elicarlos bateu fechado, buscando o cruzamento, mas acabou fazendo um belo gol, encobrindo o goleiro Wilson, que somente lamentou. No último lance do jogo, a Chape quase virou, mas Léo fez o corte no momento certo.

Para o segundo tempo, o Coritiba voltou com mudanças, já que Marcelo Oliveira promoveu a entrada de Iago Dias, no lugar de Daniel. Já a Chapecoense voltou com a mesma formação.

Aos quatro minutos, Kleber ficou com a bola, dominou, e tentou marcar o segundo. A bola bateu no pé de Douglas e salvou a Chape. Aos seis, Thiago Carleto arriscou de longe, mas o chute parou nas mãos do goleiro Jandrei. A Chapecoense chegou com perigo aos oito minutos, mas a bola foi pela linha de fundo.

Então, a notícia do gol do Sport na Ilha do Retiro, sobre o Corinthians, colocou o Coritiba na Zona de Rebaixamento. Marcelo Oliveira chamou Anderson para o jogo. A Chapecoense teve uma sequência de escanteios e, por muita sorte, a bola não entrou.

A torcida coxa-branca tentava empurrar o time, que buscava o segundo gol de todas as formas. A última substituição foi a entrada de Keirrison, aniversariante do dia, no lugar de Rildo. O tempo ia passando, mas o Coxa não conseguia voltar à frente no placar.

Os minutos finais foram de desespero do Coxa, mas muito truncado, com muitas pausas. O árbitro deu cinco minutos de acréscimos. As duas equipes tiveram chances de mudar o placar, e quem conseguiu foi a Chapecoense, no último minuto, com Túlio de Melo. No mesmo momento, o Flamengo virou a partida e salvaria o Coxa, mas o apito final foi amargo para o Coritiba, que foi rebaixado para a Série B.

Fonte: Site oficial do Coritiba

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.