No Paraná, todos os anos, cerca de 3 mil pessoas morrem em acidentes de trânsito. Vítimas serão lembradas nesta quarta-feira (25) em uma série de ações e blitze educativas organizadas pelo Departamento de Trânsito (Detran) e Polícia Militar do Estado. Foto: Cabo Manoel Gomes - PMPR

Dia de combate e prevenção aos acidentes terá ações em todo Estado

No Paraná, todos os anos, cerca de 3 mil pessoas morrem em acidentes de trânsito. Vítimas serão lembradas nesta quarta-feira (25) em uma série de ações e blitze educativas organizadas pelo Departamento de Trânsito (Detran) e Polícia Militar do Estado. Ao todo, serão 140 pontos de atividades em referência ao Dia Estadual de Combate e Prevenção aos Acidentes de Trânsito (27).

“A intenção é lembrar de todas as pessoas que perdem a vida em acidentes banais, que poderiam ser evitados com atenção, cuidado e respeito. Estudos mostram que as falhas humanas são responsáveis por 90% das ocorrências e é preciso chamar a atenção dos motoristas, pedestres e ciclistas, para que estas falhas sejam minimizadas e o número de vítimas seja cada vez menor”, destaca diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Durante as abordagens, os condutores receberão um kit educativo com materiais sobre as principais causas de acidentes, as infrações e penalidades previstas pelo Código de Trânsito Brasileiro e dicas de comportamento seguro. Em Curitiba serão 10 blitze, das 11h às 13h. Carros batidos serão expostos pela cidade para chamar atenção para o Dia.

No Interior, a ação será próxima aos Postos da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual e Sedes da Companhia de Batalhão de Trânsito, das 14h às 15h30.

“Essas blitze educativas têm como objetivo conscientizar o motorista sobre a importância do seu papel como agente transformador. Infelizmente, o trânsito é uma das principais causas de mortes no mundo e é responsabilidade de todos mudar esta realidade”, explica o tenente coronel Valterlei Mattos de Souza, Comandante do BPTran.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a velocidade incompatível é a principal causa de acidentes com mortes nas rodovias paranaenses (31,2%). Na sequência estão a falta de atenção (28,5%), desobediência a sinalização (11,2%) e dirigir sob influência do álcool ou embriagado (10,1%).

Dados do Detran mostram que 50% dos atendimentos a vítimas de transito nos prontos-socorros do Estado envolvem pessoas com sinais de embriaguez. Por ano, o sistema público de saúde gasta R$ 3 bilhões com feridos em acidentes.

PARCEIROS  – Além do Detran, o Dia Estadual de Combate e Prevenção aos Acidentes de Trânsito conta com o apoio das Concessionárias Honda, Sanepar, Igreja Quadrangular, Rotary Club, Instituto Paz no Trânsito (Iptran), Observatório Nacional Segurança Viária (ONSV), Curso Instrutor Trânsito (Centec), Sindicato dos Corretores de Seguros do Paraná (Sincor), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Associação das Rádios Táxis de Curitiba, Sindicato dos Representantes Comerciais do Paraná, Coopbroker (Corretora de Seguro).