Em Boas Mãos
Richard defende a cobrança de Paquetá. Staff Images/Flamengo

Em Boas Mãos

O Paraná Clube está na semifinal da Copa da Primeira Liga. Num jogo cheio de alternativas e após o empate por 1×1 no tempo normal, o Tricolor garantiu a classificação nos pênaltis: 5×4 diante do Flamengo. Brilhou a estrela do goleiro Richard, que defendeu duas penalidades máximas e colocou o clube na próxima fase, onde irá encarar o Atlético Mineiro. Jogo único, em Minas Gerais, com sabor de revanche. Na Copa do Brasil, o Galo levou a melhor. “Vamos com o que tivermos de melhor”, avisou o técnico Lisca.

O Tricolor iniciou a partida com uma postura cautelosa, buscando a transição rápida para tentar surpreender o Flamengo. Aos 12 minutos, numa jogada em velocidade pela esquerda, Minho se livrou do lateral adversário e bateu forte para a defesa de Alex Muralha. No lance, porém, o atacante tricolor sentiu uma lesão no joelho esquerdo e teve que sair. Vinícius Kiss entrou no seu lugar. O Flamengo só ameaçou em uma jogada de Vizeu, mas Richard fez a defesa.

O jogo seguiu com poucos espaços. O Paraná só voltou a ameaçar em uma cobrança de escanteio, que Muralha tirou da cabeça de Brock. No segundo tempo, logo no começo, Maidana, de cabeça, acertou o travessão. Só que aos 17 minutos, o árbitro viu um toque de Igor, na área. Pênalti para o Flamengo, que Éverton Ribeiro converteu. A vantagem rubro-negra, porém, durou pouco. Aos 20 minutos, cobrando falta, Renatinho acertou o canto esquerdo baixo de Muralha e empatou o jogo: 1×1.

O jogo seguiu equilibrado e, aos 32, Robson saiu lesionado. No final, Lisca ainda tentou tornar o time mais veloz e colocou Vitor Feijão em campo. O Paraná chegou a criar uma boa jogada com Feijão e Alemão, mas o árbitro deu falta do ataque paranista. Com o 1×1, a definição da vaga foi para os pênaltis e aí o Tricolor mostrou mais uma vez que está bem servido de goleiro e cobradores.

Richard defendeu as cobranças de Vinícius Júnior e Paquetá. Do outro lado, o Paraná foi praticamente perfeito. Murilo Rangel escorregou e a bola foi no travessão. Mas, Renatinho, Leandro Vilela, Eduardo Brock, Alemão e Vitor Feijão não deram chance para Muralha. Vitória do Tricolor por 5×4 e vaga assegurada na semifinal da Primeira Liga.

Fonte: Site oficial do Paraná Clube

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.