Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

Em jogo quente, Furacão domina e vence o Cruzeiro

O Atlético Paranaense fez outra uma bela partida e somou mais três pontos no Campeonato Brasileiro! Na noite deste sábado (10), o Furacão teve amplo domínio e venceu o Cruzeiro pelo placar de 2 a 0. Os gols foram marcados ainda na primeira etapa, por Marcelo e Raphael Veiga. O resultado ainda deixou o Rubro-Negro no G6, ao menos nesta noite!
O próximo desafio da equipe atleticana é na quarta-feira (14), contra o Vasco, no Rio de Janeiro (RJ). No São Januário, a bola rola às 19h30.
Em ritmo intenso, Furacão resolve o jogo na primeira etapa
As equipes iam se estudando, trocando passes no meio campo. Até que Bruno Guimarães achou um LINDO passe para Marcelo, na velocidade. O camisa 10 ficou cara a cara com Fábio e mandou de canhota no canto para abrir o placar no Caldeirão, aos nove minutos! 1 a 0!
A resposta do Cruzeiro veio três minutos depois, em cobrança de falta da entrada da área. De Arrascaeta bateu com perigo, por cima do gol de Santos.
Mas quem marcou novamente foi o Furacão, aos 21′! Foi uma linda jogada, que começou com Nikão no campo de defesa. Ele puxou o contra-ataque e acionou Pablo, que carregou e devolveu para o camisa 11 na esquerda. Ele levou para o fundo e cruzou rasteiro para trás, onde encontrou Raphael Veiga. Ele bateu de primeira, no canto, e ampliou!
E Nikão continuou com espaço. Aos 27’, ele recebeu passe de Raphael Veiga, viu a oportunidade e mandou a bomba. Fábio caiu no canto esquerdo para espalmar.
Ajuda no ataque e também na defesa. Nikão se jogou na bola após chute de dentro de área e bloqueou perigoso chute cruzeirense.
Aos 44’, Marcelo correu até uma bola esticada perto do escanteio e cruzou no meio da área. Nikão subiu mais alto que a defesa, mas a cabeçada foi por cima, sem perigo.

 

Time controla o jogo no segundo tempo
Aos oito minutos da segunda etapa, Marcelo ganhou na velocidade de Manoel e ia ficar cara a cara com o goleiro. No entanto, o zagueiro cruzeirense cometeu a falta na entrada da área. O juiz aplicou apenas o cartão amarelo. Na cobrança, Nikão chutou em cima da marcação.
E a única forma de parar Nikão era mesmo com falta. Em uma jogada na esquerda, Ariel Cabral ficou para trás e deu um pontapé no camisa 11. Levou cartão amarelo.
Veiga assustou em finalização de cabeça aos 16’. Nikão puxou o contra-ataque, tocou para Renan Lodi que fez o cruzamento. O camisa 7 se adiantou à marcação, mas mandou por cima.
Aos 37’, Nikão tabelou com Viga e tentou a finalização dentro da área. O chute saiu prensado e saiu pela linha de fundo.
Logo depois, De Arrascaeta pegou Diego sem bola na linha de fundo e recebeu só o amarelo.
Já nos acréscimos, Arrascaeta tabelou com Thiago Neves e arriscou o chute colocado. A bola foi por cima.

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.