Escolas municipais abrem inscrições para a Educação de Jovens e Adultos

As 60 escolas municipais que oferecem a modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA) estão com inscrições abertas para a matrículas de novos estudantes. As vagas são para o Ensino Fundamental Fase I (do 1º ao 5º ano).

A Educação de Jovens e Adultos é uma oportunidade de início ou recomeço da trajetória escolar para aqueles que não puderam estudar na idade adequada.

Os interessados devem se dirigir ao Núcleo Regional de Ensino para identificar a escola mais próxima para estudar. Na matrícula, feita na escola, o aluno deve apresentar documento de identidade, comprovante de residência e histórico escolar. As turmas só começam as atividades com a quantidade mínima de 15 alunos.

Em cinco das 60 escolas municipais, os alunos têm ainda a possibilidade de utilizar as salas de acolhimento, espaços onde as crianças podem ficar enquanto os pais ou avós estudam, cuidadas por profissionais da educação e envolvidas em atividades de lazer. As salas já foram implantadas em escolas das regionais Cajuru, Sítio Cercado e Tatuquara.

História

Desde a década de 1990, a Secretaria Municipal da Educação garante o direito à educação e a mudança de histórias de vida de jovens, adultos e idosos, entre 15 e mais de 80 anos.

Ao frequentar as salas de aula, os estudantes descobrem que não são os únicos que não puderam estudar e, na convivência com os colegas e professores, conquistam autonomia.

É o caso de Brígida Maria da Luz, de 69 anos, que estuda na Escola Municipal CEI Carlos Drummond de Andrade, no Bairro Novo. Ela é uma dos estudantes que encontraram novas possiblidades de vida por meio da Educação de Jovens e Adultos. “A minha vida foi muito triste e depois que comecei a estudar, eu me senti especial. Parece que eu era outra pessoa. Hoje saio de casa, sei ler o nome do ônibus e me virar sozinha”, conta dona Brígida.

Retirada da guarda da mãe, dona Brígida foi entregue a uma família que, por anos, a manteve como empregada doméstica e distante da sala de aula. “Em 2005, consegui aprender a escrever meu nome, mas só em 2015 pude sentir o cheirinho da sala de aula. A escola me deu o direito de viver, hoje sou livre, sem sofrimentos e gente mandando em mim”, afirmou.

Na avaliação dos professores da EJA, o adulto que inicia ou retorna à escola não só aprende, mas ensina muito. “O universo rico em diversidade de uma sala de aula da EJA é repleto de saberes que são compartilhados e aprimorados. E este compartilhamento de saberes possibilita a ampliação intelectual e cultural de todos”, afirma a gerente da EJA na Secretaria Municipal da Educação, Isabel Nowacki de Loyola.

Endereços dos Núcleos Regionais de Ensino para saber qual é a escola mais próxima

Bairro Novo – Rua Tijucas do Sul, 1.700
Telefone: 3289-1634

Boa Vista – Avenida Paraná, 3.600, sala 47
Telefone: 3313-5699

Boqueirão – Marechal Floriano Peixoto, 8.430, sala 41 B
Telefone: 3313-5544

Cajuru – Rua Roraima, 545
Telefone: 3361-2356

CIC – Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2.460
Telefone: 3212-1556

Matriz – Rua Dr. Faivre, 398
Telefone: 3218-2432

Pinheirinho –  Avenida Winston Churchill, 2.033, sala 31
Telefone: 3313-5444

Portão – Carlos Klemtz, 1.994
Telefone: 3350-3972

Santa Felicidade – Rua Santa Bertila Boscardin, 213
Telefone: 3374-5000

Tatuquara – Rua Olivardo Koronoski, s/nº
Telefone: 3298-6351