Estudantes beneficiários do Bolsa Família comparecem a 95,8% das aulas

Dos mais de 13,2 milhões de estudantes beneficiários do Bolsa Família cuja frequência escolar foi acompanhada, 95,8% cumpriram as metas na educação, ou seja, compareceram às aulas. A condição é um dos compromissos que as famílias assumem ao ingressarem no programa, de que crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos, estejam matriculadas e frequentando diariamente as atividades na escola.

Das 27 capitais, 16 alcançaram acompanhamento de frequência superior à média nacional (95,8%). Os destaques foram Macapá (AP), São Luís (MA) e Teresina (PI), com índices superiores a 99% dos estudantes beneficiários do Bolsa Família acompanhados. As demais capitais acima da média nacional foram Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Boa Vista (RR), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Natal (RN), Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, também houve um aumento no percentual de acompanhamento dos estudantes. A quantidade de crianças e jovens de 6 a 17 anos atendidas pelo programa é de 14,8 milhões. Desse número, em 2018, foi possível acompanhar a presença de 13,2 milhões, o que representa 89,06% do total. A expectativa é de que, nos próximos meses, os números sigam em progressão.