Fase de música popular abre com show da Orquestra de Corda e Pife Muderno

A fase de música popular brasileira da 34ª Oficina de Música de Curitiba começa neste domingo (17), com o show “Orquestra à Base de Corda convida Pife Muderno”, às 20h30, no Teatro Guaíra. O espetáculo marca o início de uma intensa programação de cursos, espetáculos, feiras e debates que serão promovidos durante os próximos dez dias.

Nesta etapa da Oficina estarão participando aproximadamente 1,2 mil alunos de todo o Brasil e países vizinhos, inscritos em 70 cursos de MPB e do núcleo de música e tecnologia, uma das novidades desta edição.

O espetáculo une no palco do Guairão as sonoridades da Orquestra À Base de Corda e do Pife Muderno, grupo de sopros dirigido por Carlos Malta e famoso pelas suas adaptações da música brasileira ao som das bandas de pífaro. O grupo, que em 2015 completou 20 anos, produz um repertório que mistura influências do jazz, rock e MPB, com ênfase no timbre dos pífaros. É formado por Malta (flautas, pifes, sax soprano, arranjos e direção musical), Andréa Ernest Dias (pifes e flautas) e os percussionistas Oscar Bolão, Marcos Suzano, Bernardo Aguiar e Durval Pereira. O primeiro CD do Pife Muderno, gravado em 1999, rendeu-lhe uma indicação ao Grammy Latino. O grupo já se apresentou em diversos países, levando a originalidade da música brasileira.

No repertório do show, as adaptações elaboradas por Carlos Malta para alguns sucessos da MPB se misturam a arranjos de João Egashira, diretor artístico da Orquestra à Base de Corda. É o caso de “Ponteio”, de Edu Lobo e Capinan, “Pipoca Moderna”, de Caetano Veloso e Sebastião Biano, e “Carinhoso”, de Pixinguinha. No repertório estão também composições do próprio Malta (“Espocando o Frevo” e “Tupyzinho/O trem/ Viva Seu João do Pife/Lá no Suzano”) e de Egashira (“Nicolas no forró” e “Essa é de Malta”).

Orquestra à Base de Corda

Criada por Roberto Gnattali, em 1998, a Orquestra À Base de Corda dedica-se à pesquisa e à divulgação da música brasileira. A sonoridade peculiar do grupo deve-se a sua formação instrumental ímpar, com violino (Helena Bel), bandolim (Renan Bragatto), cavaquinho (Julião Boêmio), viola caipira (Júnior Bier), violão (João Egashira), violão 7 cordas (Vinícius Chamorro), contrabaixo (Rodrigo Marques), piano (Fábio Cardoso) e percussão (Luís Henrique Rolim).

O repertório reúne arranjos especialmente elaborados por músicos da orquestra e por nomes como Paulo Bellinati, Maurício Carrilho, Leandro Braga, Dante Ozzetti, Jayme Vignoli, Mario Manga, André Abujamra, Paulo Aragão e Josimar Carneiro. A orquestra registra apresentações com importantes convidados, entre eles Mônica Salmaso, Roberto Corrêa, Ceumar, Pedro Amorim, Dominguinhos, Joel Nascimento, Andréa Ernest Dias, Caíto Marcondes, Maurício Carrilho, Zé Renato, Ná Ozzetti, Renato Borghetti, André Abujamra e Dimos Goudaroulis.

O violonista, bandolinista, arranjador e compositor João Egashira responde pela direção artística do grupo desde 2001, somando seu aprimoramento artístico pessoal ao sucesso da Orquestra À Base de Corda. Um dos criadores do Clube do Choro de Curitiba, Egashira dirigiu em 2004 o I Festival Nacional Curitiba no Choro, com a participação de compositores do Brasil, Argentina, Canadá, Estados Unidos e Holanda. Em 2009 participou como músico e arranjador do projeto “Circular BR”, ao lado de Roberto Corrêa, Jaques Morelenbaum e Gabriel Levy. Este ano assumiu a direção artística da fase de MPB da 34ª Oficina de Música de Curitiba.

Parceiros 

Realizada pela Prefeitura Municipal e Fundação Cultural de Curitiba, por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), a Oficina de Música 2016 tem o patrocínio da Copel, apoio master da PUC – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, apoio do Banco do Brasil e apoio cultural do Centro Cultural Teatro Guaíra, Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo, Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, Curitiba Hostel, Família Farinha, E-Paraná, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Faculdade de Artes do Paraná, Lumen FM, Secretaria de Estado da Cultura, SESC da Esquina e Paço da Liberdade, UFPR/Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

 

34ª Oficina de Música de Curitiba

Concerto de abertura da fase de MPB – Orquestra à Base de Corda convida Pife Muderno

Local: Teatro Guaíra – Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto

Data e horário: 17 de janeiro, às 21h

Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (taxa adicional de R$ 6 pelo Disk Ingresso)