A Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado, atingiu nesta semana a meta estabelecida para 2016 de contratar R$ 10 milhões em financiamentos de veículos para prestar serviços de táxi. Foto: Julio César da Costa Souza

Fomento Paraná financia R$ 10 milhões para a compra de táxis em 2016

A Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado, atingiu nesta semana a meta estabelecida para 2016 de contratar R$ 10 milhões em financiamentos de veículos para prestar serviços de táxi.

A linha Banco do Empreendedor Taxista foi reaberta pelo governador Beto Richa em janeiro. Em quatro meses e meio, foram recepcionadas mais de 250 propostas de financiamento, que atendem profissionais autônomos de todas as regiões do Estado.

Lançada em dezembro de 2012, essa linha de crédito colocou no mercado cerca de R$ 54 milhões em financiamentos para este segmento profissional, permitindo a compra ou troca de cerca de 1550 veículos.

O valor mínimo financiado é de R$ 3 mil e o máximo de R$ 50 mil, podendo corresponder a até 100% do valor do automóvel, de acordo com as políticas de crédito e de garantias vigentes na Fomento Paraná.

O crédito é destinado para compra de veículos novos para prestação de serviços de táxi — mediante concessão ou autorização do poder público.

O dinheiro pode ser usado para converter o automóvel para uso de gás natural (GNV) ou adaptar para o transporte de passageiros com dificuldade de mobilidade.

André Santos, um dos primeiros motoristas de táxi a obter o financiamento em Curitiba, é só elogios. “Esse financiamento foi tudo de bom. Me ajudou muito. Fui bem atendido. As pessoas tinham muita agilidade e o custo é excelente. Vou quitar as parcelas neste ano e quero ver se troco de carro com apoio da Fomento novamente”, disse ele.