Forças Armadas já patrulham o Rio

O esquema de segurança para os Jogos Olímpicos já começou, e nesta segunda-feira (25), primeiro dia útil do patrulhamento, Exército, Marinha, Aeronáutica e forças auxiliares reforçam o policiamento, especialmente em vias públicas, na orla da Zona Sul e Barra, no Aeroporto Internacional Tom Jobim e em estações ferroviárias ligadas aos Jogos.

Ao todo são 88 mil homens envolvidos no policiamento ostensivo para garantir a segurança de atletas, delegações, autoridades , turistas e torcedores até o dia 18 de setembro, com o fim dos Jogos Paralímpicos. Os militares possuem poder de Polícia, ou seja, podem realizar revistas e prisões. Só no Rio de Janeiro, são mais de 22 mil homens distribuídos em pontos estratégicos da cidade.

Durante a cerimônia que marcou o início do esquema especial de segurança para os Jogos realizada neste domingo (24), o Ministro da Defesa, Raul Jungmann afirmou que esse é o maior esquema de segurança para um grande evento no país, onde o Brasil tem mais gente mobilizada na questão de segurança do que nos Jogos em 2012, em Londres.

“O que melhor poderíamos fazer para dar segurança aos Jogos, durante o seu transcurso sem a menor sombra de dúvidas está aqui. Faço até um comparativo. Em termos de efetivo no geral somando com as demais forças, o Rio de Janeiro só perde para a Olimpíada de Pequim. Nós temos hoje mais gente mobilizada do que, por exemplo, Londres.”

Raul Jungmann garante que o país está preparado para que os Jogos sejam lembrados pela tranquilidade e a paz.

“Todo esse esforço visa, de forma integrada, coordenada, conjunta obter um ambiente pacífico e seguro para o desenrolar das Olimpíadas , para os atletas, jornalistas, turistas, para os brasileiros e que possa passar uma imagem a todo mundo, mas também para o Brasil e os brasileiros da nossa capacidade de organizar grandes eventos e de fazê-lo com competência, segurança  e com tranquilidade.”

O esquema especial de policiamento para os Jogos teve início às 6 horas da manhã de domingo (24) e conta com um aparato de 12 navios da Marinha, que vão patrulhar a orla do Rio e a Baía de Guanabara, além de  1.169 viaturas, 70 blindados, 34 helicópteros, 48 embarcações e 174 motocicletas.

Nas redes sociais brasileiros comentam sobre as Forças Armadas atuando na segurança do Rio durante os Jogos.