Créditos: Marco Oliveira/Site Oficial
Na tarde desta terça-feira (15), pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, Atlético Paranaense e Fluminense empataram em 1 a 1. E a partida disputada no Maracanã teve o goleiro Santos como um dos destaques do Furacão.
Com defesas importantes nos dois tempos, o camisa 1 do Rubro-Negro foi fundamental e brilhou aos 46 minutos do segundo tempo. Na cobrança de pênalti de Gustavo Scarpa, que daria a vitória ao Fluminense, Santos fez a defesa com o pé e garantiu o empate.
Após a partida, o arqueiro revelado nas Categorias de Formação do Atlético Paranaense comemorou a atuação e o ponto conquistado no Rio de Janeiro.  “Eu fico feliz de ter defendido o pênalti em um momento importantíssimo do jogo. Foi um resultado muito bom para a nossa sequência no campeonato e esse empate vai ser importante no final”, disse Santos, em entrevista coletiva no Maracanã.
O goleiro comentou ainda o momento da cobrança de Gustavo Scarpa e a concentração para realizar a defesa. “Pênalti é jogo mental. Tem que esquecer tudo, concentrar na bola, no batedor e tentar pegar. Eu tive a felicidade de defender”, disse. “Durante a semana, estudamos bem o adversário e foquei naquele momento. Quando caí, o único recurso foi o pé. Pude deixar o pé e pegar o pênalti”, completou.
No Maracanã, Santos disputou sua 45ª partida pelo Furacão. “Eu já tenho oito anos de casa e isso é um processo que vim construindo. Sou um cara super tranquilo e no momento que precisar estou ali para ajudar. E no jogo não é diferente”, destaca.
“Foi uma partida muito importante”, ressaltou Santos. “O Weverton é um cara que conquistou o seu espaço no Clube e está conquistando na Seleção. E o Luciano (preparador de goleiros) sempre vem conversando e me orientando. Isso me passou tranquilidade. O Paulo (Autuori) também me passou muita tranquilidade para fazer o que foi treinado durante a semana”, finalizou o goleiro atleticano.