Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

Furacão abre vantagem nas oitavas da Sul-Americana

Após eliminar Newell’s Old Boys [Argentina] e Peñarol [Uruguai], o Atlético Paranaense iniciou a disputa das oitavas de final da Conmebol Sul-Americana diante do Caracas, da Venezuela.
A partida de ida aconteceu na noite desta quarta-feira (19), no Estádio Olímpico de Caracas, e terminou com vitória do Furacão por 2 a 0. Raphael Veiga marcou os dois gols atleticanos.
A decisão da vaga será em Curitiba. O confronto acontece no dia 3 de outubro [quarta-feira], às 19h30.
O jogo
Os primeiros 20 minutos do duelo foram truncados, com poucas chances de gol. O Rubro-Negro tentava chegar no toque de bola, enquanto o Caracas buscava as jogadas em velocidade.
Até que aos 21 minutos, o Furacão chegou bem. Em cobrança de falta na área, a defesa do Caracas afastou. O meia Raphael Veiga aproveitou o rebote e mandou de primeira. O goleiro fez a defesa.
Sete minutos depois, outro ataque rubro-negro. Jonathan recebeu na direita, fez jogada individual e cruzou na segunda trave. Pablo apareceu bem, mas a cabeçada saiu por cima do gol adversário.
Melhor no duelo, o Atlético Paranaense abriu o placar aos 41 minutos. Jonathan cruzou na área, Pablo ajeitou e Marcinho não conseguiu finalizar. A bola sobrou para Veiga que, de perna esquerda dentro da área, finalizou sem chance para o goleiro. 1 a 0 Furacão.
O time da casa foi atrás do empate no início da segunda, mas chegou com pouco perigo. Já o Rubro-Negro voltou a assustar o goleiro adversário, novamente com Veiga. Desta vez, o meia tentou chute de longa distância, por cima do gol.
E Raphael Veiga marcou o segundo dele e do Furacão aos 27 minutos. Marcelo Cirino saiu em velocidade pela direita e inverteu a jogada para Pablo. O atacante invadiu a área e bateu, mas o goleiro Herrera fez a defesa. Veiga pegou o rebote e marcou de cabeça. 2 a 0.
O Caracas teve ótima chance aos 43 minutos. Añor cobrou falta de muito longe e a bola passou muito perto da meta defendida por Santos. O Rubro-Negro respondeu no minuto seguinte, com Pablo. Mas o goleiro fez a defesa. Final de jogo na Venezuela e vantagem atleticana.

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.