Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

Furacão goleia o Rio Branco por 7×1 pelo estadual

Pela terceira rodada da 2ª Taça, o Furacão venceu o Rio Branco por 7 a 1 e segue sem perder na temporada.

O Rubro-Negro volta a campo na próxima quinta-feira (15), pela Copa do Brasil. O adversário é o Ceará, em Fortaleza. Pelo Estadual, o próximo desafio é diante do Londrina, no dia 18 [domingo], em casa.

Furacão abre boa vantagem na primeira etapa

Com cinco minutos de jogo, o Furacão deu o primeiro chute no gol. João Pedro recebeu lançamento lateral e arriscou de fora da área. O goleiro praticou a defesa.

Aos oito minutos, o goleiro Jhones segurou uma bola recuada e foi marcado o tiro livre indireto. Depois de algum tempo de reclamação por parte da equipe do Rio Branco, a infração foi cobrada aos 11’. E com categoria. Matheus Anjos rolou para João Pedro, que bateu no ângulo para abrir o placar!

O Rubro-Negro continuou pressionando no campo de ataque. Aos 14’, Ederson recebeu de João Pedro dentro da área, driblou o zagueiro e tentou o chute colocado de perna esquerda. A bola passou à direita.

Um minuto depois, foi Ederson quem deu o passe. Depois de jogada trabalhada na direita, ele rolou para Matheus Anjos, que bateu prensado com a defesa. A bola saiu em escanteio.

E não demorou para sair o segundo gol do jogo, o segundo do camisa 10. Matheus Anjos tocou para Ederson na meia-lua da grande área e o camisa 9 deixou para João Pedro, que invadiu a área e tocou na saída do goleiro para ampliar o placar, aos 17 minutos!

João Pedro arriscou mais uma para o gol. Aos 32’, ele dominou a bola na ponta direita e bateu colocado, de fora da área. A bola passou com perigo, à direita do gol. Depois da conclusão, ele sentiu uma contusão e foi substituído por Alex Sandro.

Mesmo com a saída do autor dos dois gols, o Furacão seguiu melhor na partida e criando chances. Matheus Anjos cobrou falta na segunda trave e Léo Pereira desviou de cabeça, mas não o suficiente para a bola tomar a direção do gol.

Aos 38’, Alex Sandro recuperou a bola no meio-campo e lançou Ederson, que saiu sozinho, cara a cara com o goleiro. Ficou fácil para o artilheiro rubro-negro, que tocou por cima de Jhones e marcou o terceiro!

Mas o Rio Branco diminuiu aos 40 minutos. Tcharlles arriscou o chute de fora da área, a bola desviou na defesa e tirou o goleiro Caio do lance. 3 a 1 Furacão.

O quarto gol quase saiu ainda no primeiro tempo. Alex Sandro lançou Ederson na direita, que viu bem a chegada de Nicolas dentro da área. O cruzamento chegou até o lateral-esquerdo, que se esticou para desviar, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Com o resultado favorável, o Atlético Paranaense controlou a partida no início segundo tempo, que não teve a mesma intensidade da primeira parte. O Furacão teve mais chances de perigo, chegando com Alex Sandro e Marcinho. O Rio Branco ainda ficou com um jogador a menos, depois que Willian recebeu o segundo cartão amarelo.

Mas foi com Bruno Guimarães que o Rubro-Negro chegou ao quarto gol. A jogada começou no campo de defesa, com Demethryus. Depois de uma troca de passes, Diego foi até a linha de fundo e cruzou para o meio da área. Bruno bateu de primeira, rasteiro, e balançou as redes!

Aos 23’, Matheus Anjos recebeu na esquerda, ajeitou e soltou a bomba de fora da área. O goleiro espalmou para escanteio.

Depois, na sequência da jogada, Daniel cruzou da direita e Deivid apareceu no meio da área para cabecear. Jhones fez um milagre e colocou para escanteio novamente.

O Furacão não saiu do ataque e continuou pressionando, até Léo Pereira marcar de cabeça. Matheus Anjos pegou a sobra de um escanteio na direita, driblou o marcador e cruzou na segunda trave. Léo Pereira tocou de cabeça por cima do goleiro, um belo gol, aos 27’!

E não parou por aí. Aos 33’, Nicolas recebeu de Bruno Guimarães e bateu cruzado, rasteiro, sem chances para Jhones, que foi buscar a sexta bola dentro do gol na partida!

O dia não foi feliz para o goleiro Jhones, que ainda teve tempo de tomar mais um gol. Ele tentou driblar Alex Sandro na entrada da área, mas o meia foi mais esperto, roubou a bola e ficou na boa para marcar o sétimo gol atleticano, aos 42 minutos.

Fonte: Site oficial do Atlético Paranaense

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.