A gravidez é um período de fortes emoções provocada pela ansiedade da chegada do bebê

A gravidez é um período de fortes emoções provocada pela ansiedade da chegada do bebê, pelas transformações causadas no corpo, além de grandes decisões que precisam ser tomadas: como por exemplo a escolha do parto, o enxoval, e a nova identidade que esta mulher ira desempenhar.

Com a proximidade do parto é hora de organizar as emoções e manter o controle, pois, é apenas a insegurança dando um oizinho.

Mãe é mãe, independentemente do tipo de parto que ela escolher! Ela precisa considerar a sua própria história de vida para fazer esta escolha.

Com a chegada da maternidade, é preciso desacelerar a mente, manter-se calma e segura com as mudanças que virão neste período. Pois a maternidade, assim como todo rito de passagem, traz consigo muitas dúvidas, angustias, incerteza, expectativas e idealizações.

A mãe e o pai criam uma fantasia na espera do bebê desejado. Principalmente quando são pais de primeira viagem. A imagem que lhes vem a cabeça é aquele bebê lindo deitado nos braços, ou dormindo como uma anjinho no berço. Mas, nem sempre a realidade é esta.

Sim, eles choram! E muito!

Além, disto… eles golfam, vomitam, não dormem… bem vinda ao mundo real da maternidade!

A mãe precisa do total apoio do companheiro e familiares neste momento, isto a ajudará a exercer a maternidade da melhor maneira possível.

Parece mentira, mas é uma loucura total, seu dia e sua noite ficam voltado para este lindo bebê real, bem diferente daquele que você idealizou durante toda a sua gravidez.

Para muitas mães, este momento é desesperador, mas tem o fator emocional que compensa tudo isto.

Cada mãe é única, e na sua singularidade estará presente também o tempo de amor pelo seu filho.

Existe aquela mulher que olha para o seu bebê e já o ama de imediato, e existe aquela mulher que precisa construir este amor a cada dia, a cada detalhe, a cada sorriso.

Não há maneira correta ou errada de amar seu filho, cada mãe desenvolverá isto no seu tempo, e sim… isto é amor!

É importante a construção do vínculo mamãe-bebê desde a gestação para que esta criança já se sinta aceita e pertencente a esta mãe.

A plenitude da maternidade está justamente em compreender este segredo, que o bebê real é este que está em seus braços, que chora, que depende 24 horas de cuidados.

É olhar para este outro com olhar de quem acolhe, de quem lhe dá condições de vida, é neste momento que você cresce emocionalmente como mãe e como ser humano.

Por mais que você se planeje, não tem jeito, a vida pós-parto é surpreendente.

Você deverá aproveitar este rito de passagem para o seu próprio crescimento, questionando-se o que este momento te trouxe de ensinamento? O quanto você pode evoluir após a gestação?

Esta nova mulher precisa do apoio daqueles que estão ao seu redor, para que ela possa se entregar de corpo e alma a esta transformação, criando uma nova rotina, um novo papel e até mesmo, um novo eu. Vai te trazer sim uma nova rotina, bem diferente daquela que você imaginou, vai mudar seu relacionamento com o companheiro, familiares e até mesmo com os amigos.  A vida que você levava antes vai simplesmente se transmutar, mas será uma nova e encantadora realidade.

Diretora técnica da Conecta Vitta Clinic, Psicóloga Clínica, Hospitalar e Organizacional, Coach de Emagrecimento e de Relacionamento.