Guardas municipais ajudam em parto de emergência no Santa Cândida

Micaela é o nome do bebê que os guardas municipais Antônio Leal e Khristian Barone ajudaram a terminar de nascer, no final da noite desta terça-feira (17/4). Eles voltavam de uma ação no entorno da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, quando perceberam um carro parado na via e pessoas agitadas em volta. Eram amigos de Emanuelle Camargo Fernandes, de Colombo, na Região Metropolitana, que só conseguiu chegar à maternidade com a filha nos braços.

“Quando chegamos, o bebê estava acabando de nascer e as pessoas junto com a gestante estavam bem ansiosas. Foi a surpresa do dia”, disse Leal, que tem cursos de emergencista feitos dentro do programa de educação continuada oferecido pela corporação. Os dois agentes atuam no Núcleo Regional do Cajuru da Secretaria Municipal da Defesa Social e Trânsito e contaram que esse foi o primeiro parto realizado por eles em serviço. Leal tem 13 anos na Guarda e Barone, 9.

A dupla ficou cerca de 40 minutos atendendo a parturiente, que já é mãe de três meninos, no veículo estacionado nas proximidades da esquina das ruas Guilherme Matter com José Antônio Leprevost. Enquanto os guardas ajudavam a menininha a nascer, os soldados do BPTran De Lima e Polak faziam contato com o Samu de Curitiba, que levou mãe e filha para o hospital do Alto Maracanã, em Colombo (Região Metropolitana).

“Eles ajudaram a pegar o nenê, arrumar na cobertinha e acalmar as pessoas que estavam comigo. Com a ajuda deles, foi tudo bem”, agradeceu Emanuelle. No final do turno, os guardas foram até a maternidade conferir se estava tudo bem com mãe e bebê.