Ingressos gratuitos

Ingressos gratuitos

A Cinemateca de Curitiba vai receber a Mostra de Cinema Negro Brasileiro de sexta-feira (27/7) a domingo (29/7). Mais de vinte filmes que abordam a temática serão exibidos nos três dias de evento. Na sexta-feira (27/7), às 19h, o evento promove uma mesa de discussão que irá abordar o que é o cinema negro. Em seguida, a partir das 20h30, a mostra inicia com a exibição do longa “Ela Volta na Quinta”, de André Novais Oliveira.

Com curadoria do evento feita por estudantes negros do curso de Bacharelado em Cinema e audiovisual da Faculdade de Artes do Paraná, a mostra é organizada pela estudante de Cinema, produtora e pesquisadora do Cinema Negro Brasileiro, Kariny Martins.

De acordo com a pesquisadora, a mostra surgiu ao perceber que seus próprios colegas de graduação desconheciam diretores negros brasileiros e estrangeiros. “A mostra é importante porque traz pela primeira vez uma reflexão sobre o cinema negro. Ela foi pensada por e para pessoas negras, pela escassez que temos de filmes que nos contemplem em outras mostras e festivais”, explicou Kariny.

Além de dar visibilidade para produtores e pesquisadores negros no cinema, a proposta da mostra é também abrir diálogo sobre o tema.  “É necessário discutir as questões raciais e pensar o nosso lugar e o do outro no mundo. Compreender isso é responsabilidade de todos”, enfatizou Kariny.

Para a organizadora, a mostra também é uma oportunidade de o público ter uma percepção do negro mais próxima da realidade. “Ao mesmo tempo que as representações de pessoas negras passavam longe do que realmente somos, nós, como estudantes, realizadores e pesquisadores, queremos e conhecemos outras narrativas sobre nós mesmos”, finalizou.

A Mostra de Cinema Negro Brasileiro tem o apoio da Prefeitura por meio da Fundação Cultural de Curitiba.


Confira a programação completa:

Dia 27/7 – Sexta

19h – MESA DE ABERTURA: “O que é Cinema Negro?” Com: Heitor Augusto e Karol Martins.

20h30 – FILME DE ABERTURA: Ela Volta na Quinta, de André Novais Oliveira (2015, 1h48)


Dia 28/7 – Sábado

17h30 –  SESSÃO 1
Caixa d’água: Qui-Lombo é Esse?, de Everlane Moraes – (2012, 15min)
Cinema de preto, de Danddara – (2004, 11min)
No espelho do outro, de Kariny Martins – (2018, 16min)
Fantasmas, de André Novais Oliveira – (2010, 11min)
Deus, de Vinícius Silva – (2017, 25min)
Travessia, de Safira Moreira – (2017, 5min)

19h –  SESSÃO 2
Nada, de Gabriel Martins – (2017, 27min)
Chico, dos Irmãos Carvalho – (2016, 22min)
Bup, de Dandara de Morais – (2018, 7min)
Barbie contra ataca!, de Yan Whately – (2016, 10min)
[Des]prendidas, de Ana Esperança – (2017, 26min)

20h30 – MESA: A representação das mulheres negras no cinema brasileiro contemporâneo. Com: Ana Esperança, Dandara de Morais e Jaqueline M. Souza.


Dia 29/7 – Domingo

16h – SESSÃO DE CURTAS INFANTIS
A piscina de Caíque, de Raphael Gustavo da Silva (2017, 15min)
A câmera de João, de Tothi Cardoso (2017, 22min)
Lá do alto, de Luciano Vidigal (2017, 8min)
Fábula de Vó Ita, de Joyce Prado e Thallita Oshiro (2016, 5min)
Lápis de Cor, de Larissa Fulana de Tal (2014, 13min)

17h30 – MESA: Como as representações no audiovisual influenciam o imaginário da criança negra? Com: Kariny Martins.

18h30 – SESSÃO 2
Peripatético, de Jéssica Queiroz – (2017, 15min)
Dentro de si, de Tulio Borges – (2018, 14min)
Pele suja, minha carne, de Bruno Ribeiro – (2016, 15min)
Copiloto, de Andrei Bueno Carvalho – (2018, 17min)
Cinzas, de Larissa Fulana de Tal – (2015, 15min)
Rapsódia para um homem negro, de Gabriel Martins – (2015, 25min)

20h15 –  MESA DE ENCERRAMENTO: (R)existindo: como é ser negro e estudar cinema?”, com  estudantes negros do curso de Cinema da Unespar-Fap.

Veja a sinopse dos filmes aqui

 

Serviço: Mostra de Cinema Negro Brasileiro

Local: Cinemateca (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174)

Data: de 27 a 29 de julho

Horários: 27/07 (sexta-feira), a partir das 18h30

28/07 (sábado), a partir das 17h30

29/07 (domingo), a partir das 15h

Ingressos gratuitos