Créditos: Marco Oliveira/Site Oficial

Já classificado, Furacão perde em Toledo e agora se prepara para as quartas de final do Paranaense

Terminada a fase de classificação do Campeonato Estadual, o Atlético Paranaense agora se prepara para as duas partidas que podem levar o Rubro-Negro à semifinal da competição. Já garantido nas quartas de final, o Furacão encerrou a primeira fase neste domingo (27), no Interior do Estado. No Estádio 14 de Dezembro, o Toledo venceu por 3 a 2. Christian Vilches e Giovanny anotaram os gols do CAP.
 Com o resultado, o Rubro-Negro continuou com 16 pontos ganhos e ficou com a quarta das oito vagas à próxima fase. Enfrenta o Londrina, em duas partidas por um lugar na semifinal. A primeira será no interior. A segunda, no Estádio Atlético Paranaense. No entanto, o quadro ainda pode mudar. O time kdo Norte do Estado vai a julgamento no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e pode recuperar os seis pontos que perdeu devido a utilização de um jogador irregular na rodada de abertura do campeonato. O julgamento será na quinta-feira (31). Caso isso aconteça, o adversário do Rubro-Negro passa a ser o Coritiba.
As partidas, ainda a serem homologadas pela FPF (Federação Paranaense de Futebol), serão realizadas nos próximos dois fins de semana. Paraná Clube, J.Malucelli, Coritiba, PSTC, Toledo e Foz do Iguaçu são as outras equipes classificadas às quartas de final. Operário e Maringá são os dois rebaixados à segunda divisão do Estadual para 2017.
O jogo
Com o Atlético Paranaense já garantido na próxima fase, a partida serviu como uma oportunidade para se observar melhor alguns atletas do elenco que não vinham atuando.  Desta forma, foram 11 alterações no time em relação ao onze inicial que venceu o Flamengo, no meio de semana, pela Copa da Primeira Liga. O zagueiro Ricardo Silva e o volante Fernando Barrientos também compuseram o banco de reservas pela primeira vez em 2016. Novidade nas listas de convocações dos profissionais, o lateral-esquerdo Nicolas, de 19 anos de idade, e o atacante Yago, de 18 anos, ambos formados na Categoria de Formação do Clube, também foram convocados.
Só que a partida não começou bem para o Rubro-Negro. Logo a um minuto de bola rolando, o primeiro gol do jogo foi do Toledo. Após cobrança de escanteio vinda da direita, o zagueiro atleticano Cleberson tentou cortar de cabeça e fez o tento em favor dos donos da casa: 1 a 0. Com mais iniciativa do jogo, o Furacão ainda criou oportunidades com Hernani, aos 9 minutos e Anderson Lopes, aos 17. O empate atleticano veio aos 37 minutos, com Christián Vilches. O defensor aproveitou cobrança de escanteio de Ewandro, da esquerda, esperou o quique da bola para dominar e estufar a rede de pé direito. 1 a 1.
Os atleticanos ainda reclamaram de um pênalti, aos 14 minutos. Léo avançou pela direita, invadiu a grande área e foi derrubado por Tácio, do Toledo. O jogo prosseguiu. O árbitro Edivaldo Elias da Silva preferiu sinalizar a marca da cal aos 45 minutos, mas desta vez em favor dos anfitriões. Diego Tavares recebeu livre entre os marcadores, chegou a passar pelo goleiro Santos, mas perdeu o ângulo. O toledense continuou a conduzir a bola dentro da área, mas caiu assim que sofreu a carga no desarme de Sidcley. No minuto seguinte, Murilo cobrou no ângulo esquerdo de Santos para colocar o time do Oeste em vantagem novamente. 2 a 1 Toledo.
O segundo tempo teve um Furacão novamente buscando o ataque, enquanto o Toledo esperava as oportunidades para contra-atacar. O primeiro lance de maior perigo no segundo tempo foi dos donos da casa. Aos 8 minutos, Tetê tentou surpreender o goleiro Santos e arriscou de longe, por cobertura. O arqueiro rubro-negro mandou a bola para escanteio. Crysan respondeu para o Atlético aos 21 minutos. Após receber de Bruno Mota, ele fintou o zagueiro e chutou colocado, rasteiro, no canto esquerdo do goleiro toledense Fabrício, que fez a defesa.
O Furacão quase chegou ao gol aos 38 minutos, mas novamente Fabrício evitou o gol de Anderson Lopes, que aproveitou cruzamento de Léo vindo da direita. Três minutos depois, foi a vez de o Toledo atacar. Diogo Tavares recebeu na entrada da grande área. Na saída do goleiro Santos, tocou no canto direito do Camisa 1, que nada pôde fazer para evitar: Toledo 3 a 1. O último gol da partida veio nos acréscimos. Primeiro gol do atacante Giovanny com a camisa do Atlético Paranaense. Aos 47 minutos, ele recebeu passe de Bruno Pereirinha, invadiu a grande área para superar o goleiro local para dar números finais ao marcador. 3 a 2.