Jérôme Valcke é suspenso por 12 anos do futebol

O ex-secretário-geral da Fifa Jérôme Valcke foi suspenso, nesta sexta-feira, pelo Comitê de Ética da entidade por 12 anos, não podendo exercer nenhuma atividade relacionada ao futebol.

Conduzida pelo presidente da Câmara de Investigação, Cornel Borbély, o relatório divulgou as acusações relativas à má conduta relacionada com a venda de ingressos para as duas últimas copas do mundo.

O relatório diz ainda que Valcke viajou com o dinheiro da Fifa por motivos turísticos, bem como escolheu voos privados sem nenhum tipo de compromisso para a entidade.

Dentre as acusações, Valcke ainda tentou negociar os direitos de transmissão das copas de 2018 e 2022 para o Caribe por um valor abaixo de mercado.

O ex-dirigente tentou também obstruir os processos em curso contra ele ao tentar eliminar provas da investigação. Além da punição de 12 anos, o dirigente ainda terá que pagar uma multa de 100 mil francos suíços, cerca de R$ 400 mil.