Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD), no Rio de Janeiro Cerca de 100 jogadores já foram submetidos em dias sem jogos Roberto Castro/Ministério do Esporte

Jogadores de futebol do campeonato brasileiro passam por exames de dopagem

Na última semana, a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) realizou cerca de 100 exames do controle de dopagem em jogadores de futebol fora de competições, ação inédita no esporte.

Segundo o Ministério do Esporte, exames são feitos nos atletas que disputam as séries A, B e C do campeonato brasileiro de futebol. Os primeiros testes foram realizados em atletas de Flamengo, Fluminense, Santos e São Paulo. Os testes-surpresa serão feitos após o treinamento das equipes, sem dia ou hora marcada.

Até então, o controle de dopagem era feito somente depois das partidas oficiais, com dois jogadores de cada equipe, por meio de sorteio. As coletas serão analisadas pelo Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD).

O jogador Ederson, do Flamengo, recebeu, na última quinta-feira (20), diagnóstico positivo para tumor no testículo, identificado por meio dos testes de controle de dopagem da ABCD. Os resultados apontaram a substância beta-HCG e, a partir da informação, o departamento médico do clube realizou uma bateria de exames complementares que diagnosticou o tumor.

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.