Kevin Magnussen: Sem ajuda da McLaren para 2016

Kevin Magnussen disse que não recebeu qualquer ajuda da McLaren para garantir sua vaga como piloto na Renault.

A McLaren optou por não renovar o contrato de piloto reserva de Magnussen no final do ano passado, com Ron Dennis dizendo que a equipe fez isso porque não queria prejudicar suas chances de uma vaga em outros lugares. O presidente McLaren, Ron Dennis, disse na época “faremos tudo o que pudermos para ajudá-lo a ter êxito no próximo capítulo de sua carreira”.

Mas quando perguntado se ele recebeu alguma ajuda, Magnussen disse: “Não, a McLaren não me ajudou.”

Dennis disse mais tarde que Magnussen não atingiu as metas estabelecidas para ele em 2014, mas o dinamarquês respondeu que “não sabia” do que Dennis estava se referindo.

Depois de passar a última temporada nos bastidores e sem um acordo para correr em outra equipe, Magnussen está ansioso para a oportunidade de correr novamente como piloto titular.

“É bom ter um novo começo”, disse ele. “Eu estou feliz por estar com esta equipe. É uma excelente oportunidade. Eu me sinto muito mais relaxado, eu senti muita pressão da primeira vez com a McLaren. Eu sinto pressão, mas agora de uma forma mais positiva, eu me sinto mais pronto, me sinto bem.”

Magnussen diz que a Renault deve ser paciente quanto a reviver as glórias passadas, ecoando os comentários feitos pelo CEO da Renault Carlos Ghosn.

“Você sempre pode esperar, mas é importante ser realista sobre onde estamos”, disse ele. “Mas você tem que ser paciente, as coisas não acontecem por acaso. Então, vamos ser realistas e correr corrida a corrida e dar o máximo que pudermos.”