Ação do Ministério Público Federal no Ceará pede que provas sejam aplicadas no mesmo fim de semana para todos os candidatos.

O Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) acionaram a Advocacia-Geral da União (AGU) para garantir que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seja aplicado no próximo fim de semana para mais de oito milhões de estudantes. O pedido foi feito após o Ministério Público Federal (MPF) no Ceará pedir a suspensão da aplicação das provas e argumentar que elas deveriam ser realizadas em um único fim de semana para todos os estudantes.

O procurador da República, Oscar Costa Filho, autor da ação, justificou que há prejuízo à isonomia do exame, uma vez que seriam aplicadas provas e temas de redação diferentes para aqueles que forem fazer a prova apenas em dezembro.

A AGU irá apresentar à Justiça Federal os fatos que demonstram que não há necessidade de suspensão. Em nota, o MEC explicou que todos os anos o Enem aplica dois tipos de prova e, consequentemente, duas redações.

Ainda de acordo com a pasta, “as provas do Enem têm o mesmo princípio da equivalência, o que garante igualdade de condições a todos os inscritos”.