Robson teve poucos espaços, diante do Vitória. Robson Mafra

Na medida

O Paraná Clube está nas oitavas-de-final da Copa do Brasil. Jogando com a vantagem do regulamento, o Tricolor ficou no 0x0 com o Vitória-BA, na noite desta quarta-feira, na Vila Capanema. Como havia vencido em Salvador (2×0), garantiu vaga na próxima etapa da competição. É um dos cinco “sobreviventes” dos 80 clubes que iniciaram a competição. Estes, se unem às onze equipes pré-classificadas para a sequência do torneio.

O sorteio desta quinta-feira (20) vai apontar o adversário do Paraná, obrigatoriamente um dos oito clubes que disputam a Libertadores da América. “Não escolhemos adversário. A partir da definição, traçaremos a melhor estratégia para os confrontos”, disse o técnico Wagner Lopes. “Estou satisfeito com o que fizemos até aqui, mas querendo mais. Ainda podemos melhorar muitos pontos – e teremos que melhorar”, sentenciou o treinador paranista.

O jogo foi marcado por muita luta, mas poucas oportunidades para as duas equipes. O Paraná sempre mostrando muita segurança defensiva e o Vitória sem grande inspiração, apesar da necessidade de fazer dois gols de diferença. Léo, porém, teve que trabalhar aos 20, numa cobrança de escanteio desviada na primeira trave. O Tricolor só ameaçou com Jhony, cobrando falta, aos 36 minutos. No final do primeiro tempo, Nathan ainda fez boa jogada e lançou na área, mas Renatinho não chegou a tempo.

No segundo tempo, o Paraná se lançou mais à frente e aos 12 minutos Robson foi lançado num contragolpe. Mas, o goleiro Fernando Miguel estava atento e interceptou a jogada. Pouco depois, Alex Santana arriscou de longe, mas a bola saiu à esquerda do alvo. Com as mudanças, o jogo ficou mais rápido, mas o Vitória não conseguia penetrar no paredão tricolor. Aos 42, Fernando Miguel salvou o Vitória. Na bola lançada para Nathan, o Cachorrão cortou o zagueiro e chutou para a defesa do goleiro do Vitória. E foi só.

Fonte: Site oficial do Paraná Clube

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.