Créditos: Marco Oliveira/Site Oficial

Nos pênaltis, Furacão se classifica para a terceira fase da Conmebol Libertadores Bridgestone

Foi com a cara do Rubro-Negro. Na raça e com uma pitada de sofrimento. Nos pênaltis, o Atlético Paranaense garantiu, na noite desta quarta-feira (8), vaga na terceira fase da Conmebol Libertadores Bridgestone.
Após vencer o Millonarios por 1 a 0, na primeira partida em Curitiba, o Furacão foi derrotado pelo mesmo placar em Bogotá. A decisão foi para os pênaltis e Weverton brilhou mais uma vez.
O goleiro defendeu a segunda cobrança da equipe colombiana, que acertou ainda o travessão na quarta cobrança. Jonathan, Grafite, Carlos Alberto e Felipe Gedoz marcaram e classificaram o Atlético Paranaense.
Na próxima fase da Conmebol Libertadores Bridgestone, o Rubro-Negro enfrenta o vencedor do confronto entre Universitário [Peru] e Deportivo Capiatá [Paraguai], nesta quinta-feira (9), às 22h15 [horário de Brasília]. No primeiro duelo, o time peruano venceu por 3 a 1.
O jogo
A primeira metade do confronto em Bogotá foi movimentada, mas sem gols. O Furacão começou melhor e chegou com perigo. Logo aos dois minutos, Carlos Alberto lançou Nikão na direita, que cruzou na medida para Pablo. O atacante cabeceou bem e o goleiro do Millonarios fez ótima defesa, colocando para escanteio.
No minuto seguinte, Nikão recebeu de novo pelo lado direito, puxou para o meio e bateu rasteiro. Nicolás Vikonis fez a defesa. O time da casa chegou pela primeira vez aos 18 minutos. Del Valle cobrou falta frontal e Weverton fez a defesa, em dois tempos.
Aos 30 minutos o Rubro-Negro assustou o goleiro colombiano. Em falta lateral, pelo lado esquerdo, Carlos Alberto tentou direto, mas a bola passou por cima do gol. Nos últimos 15 minutos, o Millonarios pressionou o Furacão. A melhor chance veio de cabeça, com Quiñonez, aos 35 minutos. Weverton deu um tapa providencial e colocou para escanteio.
Assim como no primeiro tempo, o Furacão voltou melhor para a segunda etapa e assustou logo no primeiro minuto. Carlos Alberto avançou e soltou a bomba de fora da área. O chute passou raspando a trave esquerda do goleiro colombiano.
Aos 13 minutos, o Millonarios abriu o placar. Jhon Duque driblou Sidcley e bateu cruzado, sem chances para Weverton. O time da casa se lançou ao ataque e criou boas jogadas. Aos 36 minutos, teve um gol anulado. Harold Mosquera marcou, mas em posição irregular.
Aos 40 minutos, o Furacão chegou bem. Carlos Alberto tocou para Pablo, que avançou e bateu para o gol. Bem posicionado, o goleiro fez a defesa. Dois minutos depois, foi a vez de Carlos Alberto arriscar de fora da área, à direita do gol. Com o resultado de 1 a 0, a decisão da vaga foi para os pênaltis.
Nas cobranças, o Furacão garantiu a vaga com o resultado de 4 a 2. Jonathan, Grafite, Carlos Alberto e Felipe Gedoz cobraram e marcaram. Weverton defendeu a segunda cobrança do Millonarios, que ainda perdeu outra cobrança, no travessão.
Pênaltis
1º do Millonarios – Ayron Del Valle bateu no canto esquerdo e fez. 1×0
1º do Atlético Paranaense – Jonathan deslocou o goleiro e empatou. 1×1
2º do Millonarios – Pedro Franco bateu rasteiro e Weverton defendeu. 1×1
2º do Atlético Paranaense – Grafite tocou rasteiro na esquerda e fez. 1×2
3º do Millonarios – Andrés Cadavid bateu no meio e fez. 2×2
3º do Atlético Paranaense – Carlos Alberto bateu meia altura e marcou. 2×3
4º do Millonarios – Maxi Nunez acertou o travessão. 2×3
4º do Atlético Paranaense – Felipe Gedoz bateu rasteiro, com tranquilidade e garantiu o Furacão na próxima fase. 2×4