Nutricionista ensina a substituir alimentos em falta

Nutricionista ensina a substituir alimentos em falta

Desde o início da greve dos caminhoneiros, há dez dias, os estoques de alimentos vêm diminuindo. Os preços de alguns produtos, por outro lado, já estão nas alturas e fica cada vez mais difícil comprar aquela batata da maionese, a alface da salada e o frango do estrogonofe.

Nos supermercados, feiras, mercados e sacolões, a população já encontra muita dificuldade de comprar, principalmente, hortifrutigranjeiros e carnes. Mas como minimizar a falta dos alimentos?

Segundo Franciele Gabriel, nutricionista do Departamento de Segurança Alimentar da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab), é possível, sim, fazer substituições temporárias, principalmente, de legumes e carnes, durante o período de desabastecimento. “Mudar hábitos alimentares em momento de crise é difícil, mas é possível fazer algumas trocas durante um curto período”, reforça a especialista da Prefeitura.

Tubérculos, como batata, mandioca e inhame, ricos em carboidratos, principal fonte de energia do organismo, podem ser substituídos pelo arroz, massas e farináceos.

Nestes dias de escassez de alimentos, para substituir a carne, o frango e os ovos, uma opção saudável é o tradicional arroz com feijão. Outras leguminosas, como grão de bico, lentilha e ervilha, também são alternativas. “E ainda é possível preparar pratos saborosos com sardinha e atum enlatados”, completa ela.

Aproveitamento total

A substituição mais difícil, reconhece Franciele, é a de frutas, verduras e legumes, ricos em vitaminas e minerais, que ajudam de maneira direta no bom funcionamento do organismo. Neste caso, segundo ela, a palavra de ordem é o aproveitamento integral do alimento. “Nada de jogar no lixo cascas, sementes e talos, que trazem muitos nutrientes”, garante ela.

A nutricionista da Prefeitura conta que os talos, por exemplo, podem ser aproveitados picados ou triturados para uso em massa de bolos, pães, panquecas, ensopados, molhos e omeletes.

No caso das sementes, de frutas e legumes como abóbora, melão e melancia, podem ser torradas, para serem servidas como aperitivo, ou moídas para serem misturadas à farinha no preparo de bolos, pães e biscoitos.

Já cascas de banana, laranja, tangerina e batata podem usadas como ingredientes no preparo de bolos, tortas e pães.