Paixão Segundo São Mateus, de Bach, abre temporada da Camerata

Diálogos é o nome da temporada de 2017 da Camerata Antiqua de Curitiba. A coordenadora de Música do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (Icac), Janete Andrade, conta que serão apresentados mais de mais de 60 concertos neste ano. “As apresentações mostram a versatilidade da orquestra e coro com obras eruditas de diferentes épocas, por isso o nome Diálogos”, explica Janete.

Paixão Segundo São Mateus, obra de Johann Sebastian Bach (1685-1750), vai abrir a temporada, na Sexta-Feira Santa, 14 de abril, às 19h30, no Santuário Nossa Senhora do Guadalupe, com a regência de Abel Rocha. No sábado,15 de abril, a obra será reapresentada às 18h30, na Comunidade do Redentor.

Com a participação de 100 músicos, seis solistas, do Coro da Camerata e do coro infanto juvenil Papo Coral, a Camerata  executará a composição do texto que representa os capítulos 26 e 27 do Evangelho de São Mateus e conta os momentos finais de Cristo.  A peça é dividida em duas partes. A primeira descreve a conspiração dos altos sacerdotes, a consagração de Cristo, a ceia e a traição de Judas. A segunda parte vai da audiência de Caifas à traição de Pedro até o sepultamento. O maestro Abel Rocha lembra que essa obra de Bach completa, neste ano, 190 anos. “É graças a descoberta dessa obra que hoje ouvimos Bach.  Apresentar a ‘Paixão de Cristo’ é revelar um pedaço da nossa alma, existência e filosofia”, explica o maestro.

Os solistas convidados têm carreira internacional, Bruno Spadoni (Baixo) interpretará Jesus. O papel do evangelista será feito cenicamente pelo ator Emilio Pitta e as árias – trechos do oratório – serão cantadas por Rosana Lamosa  (soprano), Paulo Mestre (contratenor), Miguel Geraldi (tenor) e Norbert Steildl (baixo).

Temporada 2017

A temporada 2017, promovida pela Prefeitura Municipal de Curitiba e Fundação Cultural de Curitiba (FCC), realizada pelo Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), com apoio da Lei Rouanet, conta em sua programação com mais de 60 apresentações, entre Programas da Camerata, Orquestra de Câmara de Curitiba e Coro da Camerata na Capela, além de concertos em igrejas, escolas e hospitais.

O programa Música nas Igrejas foi ampliado e novas paróquias passam a integrar o roteiro de concertos da Camerata nos bairros de Curitiba. Será realizado um concerto por mês nas igrejas num total de 10 apresentações até o final do ano.  E quem foi a Paróquia São José, na Vila Oficinas, na terça-feira (04), se encantou com as composições de Heitor Villa-Lobos, Mozart Camargo Guarnieri, Edmundo Villâni-Cortês, Wolfgang Amadeus Mozart e George Friedrich Händel, interpretadas pela Camerata, com regência de Mara Campos.

Rodrigo Rosa Paixão foi acompanhado da mulher, Joelma, e disse que não conhecia a Camerata e que a partir de agora quer assistir a outros concertos, na Capela Santa Maria. “Achei importante para resgatar obras que não são tão conhecidas na nossa comunidade”, avalia.

Silvana Mara Faria contou que foi correndo para a Igreja para prestigiar e assistir ao concerto. “Valeu cada minuto. Foi simplesmente divino, a gente esquece da gente”.

Jurema Chiarelo participa do Projeto Nosso Canto, curso de canto coral e técnica vocal desenvolvido pelos núcleos da FCC. Ela contou que foi à igreja para ver o professor cantar. “Foi o Nosso Canto que me incentivou a vir. É um orgulho assistir, saber que nosso professor está participando, e aqui na comunidade é mais aconchegante. Uma emoção.

Serviço: Paixão Segundo São Mateus com a Camerata Antíqua de Curitiba

Regência: Abel Rocha (SP)

Data: sexta-feira (14/04), às 19h30

Local: Santuário Nossa Senhora do Guadalupe (Praça Senador Correia, 128, Centro,  em frente ao Terminal Guadalupe)
Data: sábado (15/04), às 18h30

Comunidade do Redentor (Rua Trajano Reis, 199, São Francisco)

Entrada franca