Maidana e João Pedro garantiram a festa da nação paranista. Paraná Clube/Divulgação

Paraná não perdoa: 2×1

Com uma grande dose de emoção – e superação –, o Paraná Clube venceu mais uma de virada. Com o 2×1 sobre o Criciúma-SC, o Tricolor “dorme” na vice-liderança do Campeonato Brasileiro da Série B e elevou para 84,44% o seu desempenho como mandante na competição. A torcida, que mais uma vez lotou a Vila Capanema, fez a festa e segue na contagem regressiva para o acesso à primeira divisão nacional.

Uma vitória suada, onde além de superar as dificuldades inerentes da partida, teve que ter cabeça fria para administrar as “trapalhadas” do árbitro mineiro Igor Júnio Benevenuto. Logo no início da partida, o Criciúma teve uma falta frontal ao gol de Douglas Baldini (que substituía Richard, suspenso). Na cobrança, a bola raspou a trave e saiu. O juiz mandou voltar a cobrança, pois não havia autorizado a mesma. Na segunda chance, Alex Maranhão contou com o gramado molhado para vencer o goleiro paranista: 1×0, aos 4 minutos.

O Paraná partiu para o ataque e ainda levou outro susto, aos 10, quando Diego Giaretta acertou a trave. Logo depois, a primeira grande reclamação do torcedor tricolor. Alemão foi derrubado na área e o pênalti não foi assinalado. Sem diminuir o ritmo, o time de Matheus Costa teve duas chances seguidas, com Igor (para a defesa de Luiz) e Gabriel Dias (que driblou o goleiro, mas tocou fraco e Édson Borges salvou).

Na cobrança do escanteio, não teve jeito. Renatinho cobrou na cabeça de Maidana e o “gigante” mandou pra rede: 1×1. O Paraná seguiu martelando e teve boas chances com João Pedro e Renatinho, mas a defesa do Criciúma conseguiu se safar. Aos 48 minutos, porém, Luiz tentou cortar uma bola e tocou com a mão fora da área. Já tinha cartão amarelo e foi expulso. Édson entrou no time e já teve que trabalhar na cobrança da falta.

Veio o segundo tempo e a pressão começou cedo. Logo no primeiro minuto, Brock exigiu defesa de Édson. Aos 7 minutos, nova “lambança” da arbitragem. Benevenuto marcou pênalti sobre Cristovam. Depois de cinco minutos de muita discussão, ele voltou atrás e anulou a marcação (atendendo orientação do assistente Márcio Eustáqui Santiago. A indecisão gerou uma grande revolta do time e da torcida tricolor.

Mas, logo depois que o jogo recomeçou, João Pedro tratou de fazer justiça. Numa cobrança de falta espetacular, ele acertou o ângulo esquerdo do goleiro catarinense: 2×1, aos 15 minutos. Com um jogador a mais e vencendo o jogo, o Paraná administrou o placar. Aos 30 minutos, Brock recebeu passe de Maidana e quase ampliou. Aos 36, Cristovam tabelou com Alemão, que tocou para Gabriel Dias. O volante bateu cruzado, mas o goleiro defendeu. Alemão ainda tentou marcar o seu, mas o zagueiro salvou sobre a risca, aos 39. Ai, foi só administrar o placar e garantir mais uma vitória, no alçapão da Vila.

Fonte: Site oficial do Paraná Clube

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.