A Polícia Civil prendeu cinco pessoas em ações realizadas em Curitiba para coibir crimes de assaltos a lojas de eletrônicos ocorridos em Curitiba. As prisões foram feitas pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) da capital, em ações realizadas, também, na região metropolitana. Os presos têm idades de 18 a 46 anos. Na foto, o delegado adjunto da especializada, Emmanoel Ashidamini David. Curitiba, 06/05/2017. Foto: Divulgação Polícia Civil/SESP

Polícia prende cinco pessoas em ações de combate a roubos de eletrônicos

A Polícia Civil prendeu cinco pessoas em ações realizadas em Curitiba para coibir crimes de assaltos a lojas de eletrônicos ocorridos em Curitiba. As prisões foram feitas pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) da capital, em ações realizadas, também, na região metropolitana. Os presos têm idades de 18 a 46 anos.

A primeira ação aconteceu no Centro de Curitiba, e teve como resultado a prisão em flagrante de dois homens, ambos de 46 anos, suspeitos pelo crime de receptação. A dupla estava com dois celulares proveniente de um roubo ocorrido no dia 28 de janeiro, em uma loja de eletrônicos situada em um shopping da capital, no bairro Rebouças.

Na delegacia, os homens relataram que compraram os aparelhos de terceiros e pagaram, de fato, um valor bem inferior ao que valiam, menos da metade do que é vendido nas lojas. Diante do fato, foram autuados em flagrante por receptação.

ATIVA PARTICIPAÇÃO – Em outra ação, a equipe chegou até um homem conhecido como “Thor”, de 37 anos. O rapaz é suspeito por ter ativa participação em crimes de furtos e roubos de aparelhos celulares em lojas especializadas e também está sendo investigado por envolvimento na arquitetação do crime. Thor foi preso em Araucária.

Ele estava foragido do Sistema Prisional há cinco meses, onde cumpria pena por crimes de roubo agravado, receptação e porte ilegal de arma de fogo. De acordo com as investigações, o suspeito já possui condenação superior a 15 anos de reclusão pelos crimes.

VEÍCULOS – Em continuidade a ação, os policiais passaram a realizar diligências com o intuito de localizar veículos envolvidos em crimes de assalto a residências e comércios na cidade. Com isso chegaram até um rapaz de 18 anos, em São José dos Pinhais, preso em flagrante por adulteração de veículo. O jovem estava em posse de um veículo Duster branco, com todos os sinais identificadores adulterados, como também a documentação do veículo.

“Em outra operação, a equipe abordou outro rapaz de 19 anos, no bairro Sítio Cercado, que transitava na rua em atitude suspeita. O jovem estava em posse de R$1,1 mil em notas de dinheiro falso e foi encaminhado à Polícia Federal”, afirmou o delegado adjunto da especializada, Emmanoel Ashidamini David.

EMPENHO – O delegado ressalta que as equipes da delegacia estão empenhadas em investigar todas as situações que envolvem crimes contra o patrimônio. “Receptadores, por exemplo, alimentam esses crimes. Eles são trazidos rotineiramente para a delegacia e autuados em flagrante pelo delito”, explicou.