Romelu Lukaku, de cabeça, faz o segundo gol da Bélgica (Carlos Garcia Rawlins/Reuters/Direitos Reservados

Por 3×0, Bélgica vence o Panamá, estreante em Copas

Uma das maiores virtudes de uma Copa do Mundo é a possibilidade de confrontos improváveis e novidades entre os participantes. E tivemos esses ingredientes no confronto entre Bélgica e Panamá. O país caribenho fez hoje (18) sua estreia em copas e sua torcida vibrou antes mesmo do apito inicial.

Estar ali já era, por si só, uma vitória. Durante a execução do hino nacional, os jogadores e torcedores não esconderam a emoção. Foi um momento histórico para o pequeno país.

Com a bola rolando, cada ataque do time era acompanhado do grito de incentivo das arquibancadas. A Bélgica, favorita absoluta, venceu. Foi fácil, mas não tanto quanto muitos esperavam. Depois de um primeiro tempo sem gols, os belgas encontraram o caminho das redes e fizeram 3 x 0 diante do Panamá, que não se entregou um só minuto.

Como foi o jogo

A Bélgica começou a pressão logo cedo. Aos 6 minutos, Hazard tocou para Mertens. Ele chutou para uma boa defesa do goleiro Penedo. Aos 11 minutos, o zagueiro Torres tentou recuar para Penedo próximo à linha de fundo, mas a bola foi fraca e sobrou para Hazard, mas o camisa 10 belga chutou para fora.

Aos 20 minutos, Torres se redimiu e apareceu bem na defesa. De Bruyne cruzou rasteiro para o meio da área e o zagueiro panamenho desviou a bola para escanteio na hora em que o belga Lukaku finalizaria para o gol.

Aos 37 minutos, Hazard entrou na área protegendo a bola e chutou para boa defesa do goleiro Penedo, que estava em boa forma e dividiu com sucesso uma bola com Lukaku pouco depois.

Aos 41 minutos, o Panamá finalmente fez uma jogada organizada no ataque. Trocou passes perto da área adversária, procurando espaços. Até que a bola chegou nos pés de Cooper. O volante arriscou um chute, por cima do gol de Courtois.

Segundo tempo

As dificuldades dos belgas em abrir o placar terminaram logo aos 2 minutos do segundo tempo. A Bélgica tentou um cruzamento na área e a defesa afastou mal. Mertens pegou o rebote em um lindo chute de primeira, sem chances para Penedo. Bélgica 1 x 0.

Aos 8 minutos, o Panamá teve sua primeira – e única – grande chance de marcar. Murillo recebeu um ótimo passe alto, surpreendendo a defesa adversária na entrada da área. Courtois saiu bem do gol e cortou o chute para a linha de fundo. A Bélgica voltou a encontrar dificuldade para furar a defesa adversária e criava poucas oportunidades.

Aos 23 minutos, finalmente Lukaku teve uma chance clara de gol. E o centroavante belga não perdoou. Recebeu um bom cruzamento de De Bruyne na área e finalizou de cabeça, estufando a rede panamenha. O gol inspirou Lukaku, que marcou novamente aos 29. Hazard puxou contra-ataque com velocidade e tocou para o centroavante, que entrou na área e, cara a cara com Penedo, teve a frieza necessária para dar um toque por cima do goleiro e fazer o gol.

Ao final do jogo, os panamenhos, exaustos, se reuniram no gramado e fizeram uma oração. Enquanto isso, nas arquibancadas, a torcida caribenha envergava, orgulhosa, a bandeira do país.

A Bélgica lidera o seu grupo com 3 pontos. Na próxima rodada, os belgas enfrentam a Tunísia e o Panamá joga contra a Inglaterra.