Paraná teve problemas com Alan Mineiro. Douglas Monteiro/Vila Nova

Reação tardia

Num jogo atípico, marcado por improváveis falhas defensivas, o Paraná Clube ficou no “quase” e perdeu por 3×2 para o Vila Nova, nesta terça-feira (11), no Serra Dourada. O Tricolor fica estacionado nos 17 pontos e na próxima rodada terá novo desafio fora de casa, frente ao Oeste, na Arena Barueri.

O Tricolor começou a partida posicionado para contragolpe. O Vila Nova, porém, conseguiu uma boa jogada aos 7 minutos, quando Maguinho invadiu a área e arriscou o chute, mas pela linha de fundo. Sem conseguir penetrar na marcação paranista, Alípio arriscou de fora da área, aos 23, mas Richard espalmou.

Aos 30 minutos, o Paraná teve a sua melhor oportunidade, após cruzamento de Júnior. Felipe Alves escorou e Gabriel Dias ajeitou para o chute de João Pedro, que a zaga desviou a escanteio. Só que, então, o time teve uma pane surpreendente. No toque errado de Brock, Moisés recebeu, avançou e bateu no canto: 1×0. Ainda tentando se refazer do golpe, o Paraná viu Alípio avançar e rolar para o tiro certeiro de Alan Mineiro: 2×0.

O Tricolor, diante do placar adverso, voltou para o segundo tempo com Minho e Alemão no ataque. O time passou a propor mais o jogo, só que aos 13 minutos, Mateus Anderson roubou de Brock e o chute cruzado acertou o braço de Wallace. Pênalti, que Alan Mineiro cobrou com precisão.

A reação do Paraná começou aos 26 minutos. Minho recebeu e, de fora da área, acertou um bonito chute no canto esquerdo: 3×1. O Vila Nova se fechou, mas mesmo atacando, o Tricolor correu poucos riscos. Aos 42, Renatinho perdeu uma chance frente a frente com o goleiro Luís Carlos. Mas, aos 44 minutos, João Pedro não desperdiçou. De falta, ele acertou o ângulo esquerdo: 3×2. Apesar da pressão no final, o empate não veio.

Fonte: Site oficial do Paraná Clube

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.