Renault e BMW realizam recall de mais de 25 mil veículos

A Renault do Brasil S.A. está fazendo recall dos veículos Renault, modelos Novo Sandero, Novo Logan, Novo Duster e Oroch, informa a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A razão é uma falha na fixação dos parafusos do eixo traseiro e do berço dianteiro do motor.

De acordo com a Renault, a campanha teve início do atendimento em 23 de fevereiro e abrange 24.814 veículos de fabricação nacional. São os modelos Novo Sandero, Novo Logan, Novo Duster e Oroch, fabricados no período de 3 de agosto de 2016 a 29 de setembro de 2016.

O Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

Os carros foram colocados no mercado de consumo com numeração de chassi, não sequencial, compreendida entre o intervalo GJ482682 a GJ601778 e HJ246861 a HJ601818, para os modelos Novo Sandero; GJ481696 a GJ556423 e HJ301482 a HJ579345, para os modelos Novo Logan;  HJ246871 a HJ600336, para os modelos Novo Duster; HJ246869 a HJ58923 e JJ582317, para os modelos Oroch.

Quanto aos riscos à saúde e à segurança do consumidor, a Renault informou ter constatado “falha de aplicação no torque de aperto dos parafusos de fixação do eixo traseiro e do berço dianteiro do motor” e que “a falta de torque adequado poderia ocasionar uma deformação ou, nos casos mais severos, até a ruptura dos parafusos de eixos”. Nessa condição, pode haver “uma perda das características originais de dirigibilidade. Em casos extremos, esta condição pode resultar em acidente com lesões graves e/ou fatais”.

Mais informações podem ser obtidas junto à Renault, por meio do do telefone 0800 055 5615 ou pelo site. Detalhes sobre a Campanha de Chamamento também estão disponíveis no site do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Veículos BMW

A Senacon informa ainda que a BMW do Brasil Ltda. também protocolou campanha de chamamento dos veículos BMW em razão da possibilidade de falha de funcionamento do airbag do motorista.

A campanha da BMW terá início do atendimento em 27 de março de 2017 e abrange 2.406 veículos importados,  fabricados entre 2 de junho de 2000 e 31 de janeiro de 2003.

Os veículos têm numeração de chassi, não sequencial, compreendida entre o intervalo CF31594 a KK70726, para os modelos BMW 320i; FM85046 a FM86081, para os modelos BMW 323i; FV85046 a KL45965, para os modelos BMW 325i; JW20336 a JW21589, para os modelos BMW 325i Coupé; FZ00546 a PE00521, para os modelos BMW 330i; EH30480 a EW01843, para os modelos BMW 330i Cabrio; GY20382 a GY29371, para os modelos BMW 525i; CE59900 a CJ52768, para os modelos 530i; BX60469 a BX60522, para os modelos BMW 540i; GG89624 a GG91863, para os modelos BMW 540i M Sport; JP75142 a JP80220, para os modelos BMW M3; GJ20478  a GJ21832, para os modelos BMW M5; LM33595 a LT41338, para os modelos BMW X5 3.0i; LP00344 a LP12277, para os veículos BMW X5 4.4i.

A BMW constatou que “a possibilidade destes veículos apresentarem falha de funcionamento do airbag do condutor, em decorrência de contato prolongado do gerador de gás do airbag com umidade e/ou da própria fabricação do gerador de gás”.

Nessa condição, “ocorrendo a falha, em caso de acionamento do airbag do condutor em situação usual, um aumento na pressão interna do gerador de gás pode ocorrer, gerando rompimento da bolsa de ar e projeção de peças de metal através do airbag. Neste caso, não se descarta a possibilidade de ocorrência de danos físicos e materiais ao condutor, aos demais ocupantes do veículo e a terceiros”.

A BMW do Brasil oferece mais informações por meio do telefone 0800-019-7097 ou pelo site, e detalhes sobre o recall também estão disponíveis no site do Ministério da Justiça e Segurança Pública.