Semana da Virada Esportiva de Curitiba teve 35 mil participações

A primeira Virada Esportiva de Curitiba contou com a participação de mais de 35 mil pessoas nas 174 atividades ofertadas pela Prefeitura de Curitiba de 24 de junho a 1 de julho. Foram 61 modalidades diferentes, desde as mais tradicionais, como futebol, vôlei e basquete, até slackline, desafio de crossfit e corrida de revezamento de 12 horas.

“Buscamos realizar a Virada Esportiva de maneira participativa, em que pessoas de todas as idades encontrassem opções para praticar atividade física e saudável ao mesmo tempo em que pudessem conhecer diferentes modalidades esportivas”, afirmou o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Marcello Richa.

A semana da Virada Esportiva começou no sábado (24/6) e domingo (25/6) com o Desafio Xeque Mate Sesc de Xadrez e com a 2ª etapa do Circuito Adulto de Corridas de Rua, que juntas contaram com mais de 7.500 participantes. Depois começaram os eventos descentralizados nas dez regionais administrativas da Prefeitura, com atividades para crianças, adolescentes, adultos e idosos, que culminaram com 24 horas de atividades na sexta (30/6) e sábado (1/7).

Participação

Um dos eventos mais marcantes da Virada Esportiva aconteceu no Centro de Esporte e Lazer (CEL) Fazendinha, que ficou repleto de atletas de toda Curitiba, bem como de municípios da Região Metropolitana, para participar do torneio de vôlei 4×4. No total foram 12 equipes na categoria masculina e dez no feminino, que competiram até a madrugada de sábado (1/7).

“A ideia da Virada foi ótima e ajudou a reunir equipes muito fortes. Nos últimos anos aconteceram poucos campeonatos regionais promovidos pela Prefeitura, então é muito bom ver que estão buscando retomar essas ações”, destacou Maurício Rodrigues, de 21 anos e que participou do campeonato de vôlei.

No CEL Bairro Novo, o mestre Emílio José Alves Andrade, do grupo Arte e Raça, reuniu mais de 150 capoeiristas para 12 horas seguidas de atividades. “Agradeço muito a Prefeitura por abrir espaço em um evento como a Virada, que valoriza o esporte e permitiu que muitas pessoas conhecessem e participassem da nossa roda de capoeira.”

Já na praça Arthur Bernardes o futevôlei virou a noite de sexta para sábado com competições na categoria adulto, master e iniciantes. “Foi um evento fantástico. A Prefeitura atendeu nossos pedidos para uma nova iluminação na quadra, que ficou excelente para jogos noturnos, e conseguimos reunir mais de 70 atletas para jogar durante a Virada Esportiva”, destacou Leon Carlos Xavier dos Reis, de 43 anos e fundador do Padrinhos do Futevôlei.

Além das competições e jogos, a Virada Esportiva contou também com um palco na Praça Rui Barbosa que ofereceu uma programação diversificada de aulões de atividade física, apresentações de dança e de artes marciais. Na área de capacitação foram realizadas clínicas de futebol americano, basquete e atletismo com americanos integrantes da Fellowship of Christian Athletes (FCA), do estado da Geórgia, bem como o 7º Simpósio de Futebol, que contou com a presença de grandes ídolos como Zico, Alex, Pachequinho e Paulo Autuori.