Robson tentou, tentou e fez nos acréscimos: 2x1. Léo Lemos/Náutico

Sob Medida

Um gol nos acréscimos tirou o Paraná Clube do “sufoco”. Pressionado pela sequência sem vitórias e a aproximação da ZR, o Tricolor entrou em campo para encarar o lanterna Náutico, na Arena Pernambuco. O jogo foi tenso, com muitos erros de passes das duas equipes, mas no final, o time do técnico Cristian de Souza conseguiu a vitória por 2×1 e voltou para uma posição intermediária na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro da Série B.

O início foi complicado. Logo aos 6 minutos, o goleiro Richard se atrapalhou na reposição de bola e Vinícius não perdoou. O atacante se livrou de Gabriel Dias e marcou 1×0. O Paraná, porém, não se deixou abater. Dois minutos depois, chegou ao empate. Na cobrança de escanteio de Guilherme Biteco, Minho pegou a sobra e acertou um belo chute, encobrindo Tiago Cardoso: 1×1.

A partir do gol, o Paraná assumiu o controle da partida e aos 18 minutos teve uma ótima chance, com Robson. Ele foi derrubado por Aislan. O Tricolor pediu pênalti, mas o árbitro Marcelo Aparecido de Souza marcou falta, na entrada da área. Na cobrança, o tiro de Robson foi pela linha de fundo. O Náutico só ameaçou num chute de Giovanni, de fora da área, defendido por Richard. No final, Minho e Robson ainda desperdiçaram boas oportunidades.

No segundo tempo, o Tricolor voltou com Matheus Carvalho no lugar de Guilherme Biteco. Mas, o Náutico era mais incisivo e aos12 minutos, Iago Silva fez Richard trabalhar. Aos 23, o Paraná teve uma ótima chance com Robson pela direita. Mas, o atacante preferiu a assistência à finalização e o goleiro Tiago Cardoso interceptou. Cristian de Souza colocou Jhony e Rafhael Lucas, mas quem se destacou foi Richard.

O goleiro se recuperou do erro no início e impediu o gol de Timbu, nos pés de Erick, aos 37 minutos. Pouco depois, na cobrança de falta de Robson, o zagueiro Wallace cabeceou e acertou o travessão. Aos 46, em uma arrancada fulminante, o Paraná fezo gol da vitória. Matheus Carvalho roubou no meio e lançou Gabriel Dias. O volante rolou para Robson, que da direita bateu cruzado para decretar a vitória paranista: 2×1.

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.