Torcedores têm um dia de jogador na Granja

Foi uma manhã incrível. Indescritível. Ter a oportunidade de conhecer a casa da Seleção Brasileira, a Granja Comary, em Teresópolis (RJ), e mais ainda, jogar futebol ao lado do craque Careca. Essa foi a experiência vivida por 26 torcedores de diversos Estados do Brasil, em uma parceria da CBF com a patrocinadora Vivo.

O “Você na Seleção” reuniu homens e mulheres de diversas cidades, times e idades, mas principalmente, muito fãs da Seleção Brasileira. Cada um com uma lembrança diferente, do craque que marcou sua época, com algo em comum: encantados com a estrutura do CT.

– Jogar em um tapete como esse da Granja Comary, ao lado do Careca, fica fácil. É uma emoção que não tem como mensurar, a que eu estou sentindo agora, é felicidade – confessou Márcio Antônio Oliveira, bancário de 53 anos.

A funcionária pública do Estado do Pará, Maria de Lurdes Moura, de 52 anos, foi uma das representantes femininas do evento. Ela, que nunca tinha jogado futebol na vida, estreou logo nos gramados do CT mais famoso do Brasil: a Granja Comary.

– Estou representando todas as mulheres. É um privilégio muito grande jogar aqui, com uma paisagem muito linda. Não tem como não se sentir satisfeita. Estou muito feliz de participar desse evento promovido pela Vivo e pela CBF.

Os 26 sortudos tiveram a oportunidade mostrar o seu futebol, mas o empresário Rodrigo Paiva, de 39 anos, foi quem brilhou ao defender um pênalti do Careca.

– Estou usando a camisa do Taffarel, que fechou o gol contra o meu Flamengo, e pelo Brasil, defendeu pênalti em Olimpíadas, em 1988, e em final de Copa do Mundo. Estou no Coliseu do futebol, quando o Careca, um dos meus maiores ídolos, vai bater o pênalti e eu defendo. Vai ficar eternizado na minha memória. O momento em que o fã pegou o pênalti do ídolo. Não tenho palavras para descrever a sensação!

Careca atuou nos dois time, um tempo em cada, e pôde avaliar a participar dos jogadores da Seleção por um dia.

– Foi um evento maravilhoso. Ver o pessoal conhecendo a Granja, jogando futebol e vivendo um dia de jogador da nossa Seleção. Tem uns pernas de pau, mas também tem gente que sabe o que faz com a bola no pé – concluiu o ex-atacante da amarelinha.

A maioria presente realizava um sonho de criança, de não só ser jogador de futebol, e sim de vestir a camisa da Seleção Brasileira e entrar em campo na Granja Comary. Foi o caso do estudante de 24 anos, Leonardo de Souza.

– Não tem como explicar. Jogar com o Careca é um privilégio, ele joga muito bem. É uma sensação única, o sonho de criança, que não é só meu, é da minha família, do meu pai, meu tio, meu avô. Poder estar aqui nesse gramado, onde passaram tantos ídolos da nação brasileira é uma sensação única.

A experiência se encerra no domingo (24), com a visita ao Museu Seleção Brasileira.