UEM e UEL estão entre as melhores universidades da América Latina

As Universidades Estaduais de Maringá e de Londrina estão na 36ª e 40ª colocação no ranking das melhores universidades latino-americanas, de acordo com o ranking divulgado pela revista The Times Higher Educacion (Inglaterra), responsável pelo World University Ranking. Entre as universidades brasileiras, a UEL ocupa a 19ª colocação e a UEM a 20ª. As duas estão entre as 5 melhores estaduais do Brasil no ranking.

O levantamento avalia as principais universidades mundiais e da América Latina, com base nas informações coletadas diretamente nas instituições e nas bases de dados das principais revistas científicas do mundo.

Na América Latina, a UEL atingiu a maior pontuação no quesito ensino, com 50,1 pontos, numa faixa de 0 a 100. Nos outros quesitos, obteve 32,7 em investimento privado, 31,6 em pesquisa, 24,9 em internacionalização e 17,0 em citação. A UEM atingiu a pontuação 43,5 no quesito pesquisa (na faixa de 0 a 100), o melhor indicador. Em seguida, pela ordem, obteve 33,3 no investimento privado, 32,2 no ensino, 20,9 na internacionalização e 11,8 na citação.

“A boa avaliação das nossas universidades, em mais este ranking, é reflexo do bom trabalho que é desenvolvido nas instituições em inovação, pesquisa e ensino”, destacou o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes.

Para elaborar o ranking, a revista leva em consideração os indicadores ensino, internacionalização, investimento privado (dinheiro da iniciativa privada alocado na universidade por meio de convênios, por exemplo), pesquisa e citação.

Sobre o posicionamento na América Latina, o Word University Ranking relaciona cada universidade, individualmente, até a 35ª posição. Depois disso, as instituições pesquisadas são citadas por faixas de colocação.

No levantamento divulgado pela Times Higher Education, aparecem 23 universidades do Brasil no ranking da América Latina. A Universidade de São Paulo (USP) ficou em primeiro lugar, seguida da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) estão na posição 31-35.

A revista também divulgou o levantamento sobre as melhores universidades do mundo, no qual a UEL e a UEM ocupam a posição 801+. Para o ranking mundial, 980 universidades conseguiram pontuação suficiente para serem relacionadas no levantamento que representa cerca de 5% das universidades do mundo.

A Universidade de São Paulo (USP) foi a melhor instituição brasileira avaliada no mundo, ocupando a faixa de 251ª a 300ª, seguida pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que está entre a 401ª e a 500ª colocação.

O ranking latino-americano está disponível no endereço www.timeshighereducation.com/world-university-rankings/