Vale do Pinhão: Curitiba busca parceria com universidade americana

O legado do maior evento de inovação do mundo, o Smart City Expo, já começou a surgir. Curitiba está em busca de um convênio em tecnologia e inovação com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos Estados Unidos, uma das melhores universidades do mundo.

A ideia foi debatida nesta quarta-feira (28/2) em uma reunião de autoridades e palestrantes da exposição no gabinete do prefeito Rafael Greca. “Num momento histórico aqui no Palácio 29 de Março, nós temos o prazer de receber as cabeças pensantes do Smart City Expo”, comentou Greca.

O prefeito falou sobre a história de Curitiba, marcada por inovações em diversas áreas, e enalteceu os benefícios que podem vir dessa nova parceria. “A ideia é fomentarmos na América Latina a cultura da inovação”, afirmou. A proposta é criar uma rede de cidades inteligentes, que tragam frutos para os cidadãos. “É um legado para a cidade, no sentindo de democratizar as oportunidades. ”

O diretor do Laboratório de Cidades Sensíveis do MIT, Carlo Ratti, destacou que há diversas iniciativas surgindo ao redor do mundo. “Por isso, eventos como esse são muito importantes, onde as pessoas podem trocar ideias”, comentou. Ratti é um dos palestrantes do Smart City Expo.

 

 

Sobre um possível acordo com Curitiba, Ratti afirmou que parcerias semelhantes já foram definidas com outras cidades como Paris, Medellín e Rio de Janeiro. “É muito importante estabelecer um contato com estudantes, profissionais e universidade locais”, explicou.

Além da famosa instituição de ensino americana, representantes de outras cidades do mundo estiveram na reunião. Para o diretor da Fira Barcelona Internacional – organizadora do Smart City Expo -, Ricard Zapatero, a chegada de diversas autoridades, executivos e profissionais à cidade pode gerar oportunidades futuras de negócios.

A decisão de trazer o evento para a capital do Paraná, disse Zapatero, foi motivada pela contínua busca da atual gestão por inovação. “Sendo Curitiba uma das mais ativas cidades em termos de busca por tecnologia, eu diria que hoje é a capital da inovação no Brasil”, salientou.

Também participaram da reunião o prefeito de Curridabat (Costa Rica), Edgar Eduardo Mora; o conselheiro do Amsterdam Smart City, Frans Anton Vermast; o diretor-geral de Gestão Digital de Buenos Aires, Agustín Suarez; o coordenador de Planejamento Metropolitano e Medellin, Jorge Perez; a curadora do Smart City Expo, Pilar Conesa; o organizador da Smart City Expo, Roberto Marcelino; o secretário do Governo Municipal e presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur; o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Vitor Puppi; o secretário municipal da Comunicação Social e presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcelo Cattani; e o assessor da Prefeitura para Relações Internacionais, Rodolpho Zannin.

Smart City

Promovido pela primeira vez no Brasil, o Smart City Expo Curitiba 2018 reúne cerca de cinco mil pessoas, entre representantes do setor privado, órgãos de administração pública, instituições acadêmicas e centros de pesquisa, incubadoras e corporações, além de empresários e investidores do Brasil e de diversos outros países.

A visita à feira do Smart City é gratuita, mas é preciso credenciamento para conhecer os expositores. Já o acesso à área do congresso ocorre mediante inscrição e compra de passaporte.

Serviço: Smart City Expo Curitiba 2018

Data: quarta (28/3) e quinta (1/3)

Horário: das 8h30 às 19h30 (quarta) e das 8h30 às 18h30 (quinta)

Local: Expo Renault Barigui, Rua Batista Ganz, 430, Santo Inácio (Parque Barigui).

Mais informações, inscrições e compra de passaporte para o congresso no www.smartcityexpocuritiba.com.