Ao longo do ano a Legião Paranaense do Expedicionário (LPE) realiza eventos para rememorar a epopeia de nossos pracinhas na 2ª Guerra Mundial, como a realizada em 21 de fevereiro de 2019, em que houve uma solenidade militar na Praça do Expedicionário, como parte das comemorações da Semana de Monte Castelo.

Na oportunidade, o governador Ratinho Júnior, a Senhora Rachel Madureira Regnier, presidente da LPE e o general Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, comandante da 5ª Divisão de Exército, cumprimentaram os ex-combatentes.

“A Legião Paranaense do Expedicionário foi fundada em 20 de novembro de 1946. É regida pelo Código Civil Brasileiro e por seus Estatutos, inscritos no Primeiro Ofício de Títulos e Documentos de Curitiba (nº 2.030, Livro “A”, de 16 de abril de 1948).

A LPE foi uma iniciativa dos próprios ex-combatentes e, inicialmente, seu principal objetivo foi buscar meios para que pudessem se reintegrar às atividades do tempo de paz, apoiar suas famílias e também os familiares daqueles paranaenses que sacrificaram suas vidas em prol de nossa vitória nos campos de batalha da Itália.

Após mais de um ano fora do país, os ex-combatentes sofriam principalmente com o desemprego, problemas de saúde e neuroses. Necessitavam, então, de uma instituição que pudesse ampará-los.

Estes trabalhos foram realizados por companheiros que se reuniam em cinco sedes, cedidas ou alugadas, onde eram prestadas ajudas e discutidas propostas de leis que iriam amparar aqueles heróis anônimos. A LPE participou de todas as Convenções Nacionais de entidades similares no Brasil e comemorava as datas das principais Batalhas da 2ª Guerra Mundial e outras datas cívicas […].

De uma entidade prioritariamente assistencialista, a LPE passou a ser memorialista, reunindo um rico acervo museológico, contando atualmente com cerca de 25.000 itens da 2ª Guerra Mundial. Em 1979, foi criado o Museu do Expedicionário, que é mantido pela LPE com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura por meio de convênio. Recebe, anualmente, mas de 20.000 visitantes, sendo um dos Museus mais visitados do Estado do Paraná.” (www.museudoexpedicionario.5rm.eb.mil.br).A Sra. Rachel é incansável na luta pela preservação da memória da FEB e do apoio aos ex-combatentes paranaenses e aos seus dependentes.

Isaac Carreiro Filho
Tenente-Coronel Reformado do Exército Brasileiro, especialista em Comunicações, Mestre em Ciências Militares, bacharel em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria, extensão em Política e Estratégia pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, Curso Livre em Teologia pelo Instituto Teológico Quadrangular, professor particular, orientador de trabalhos científicos, colunista e palestrante.