Nunca pretendi ser o arauto da moralidade e nem o defensor da moral e dos bons costumes. […].

Tenho a satisfação do dever cumprido após 30 anos de serviços prestados ao Exército Brasileiro, tendo me calado diante de tantos absurdos proporcionados pela imprensa militante e pela esquerda. Chegamos ao ponto de um perigoso sucateamento das Forças Armadas, diante da dimensão estratégica do país.

A pátria é uma herança sagrada, conquistada às custas de muita luta e sangue. Se você irá defendê-la esteja sempre alerta em todos os campos do poder.

Existe um antibolsorismo psicótico. “Quem critica tudo acaba não criticando nada, assim como quem elogia tudo acaba não elogiando nada.” (Ana Paula Henkel). A população já percebeu o jogo sujo da esquerda no país. Deixando o judiciário de lado, ficou claro que muitos parlamentares não são dignos de estarem no poder. […].

O que se vê são pessoas adeptas do fique em casa para a população, mas vão para Miami, Cuba, Carie, Ilhas particulares, restaurantes de luxo, sinuca e churrasco. Tem político que usa o sofrimento dos outros como palanque.

O discurso desta gente tem a conta que não fecha. O discurso de oposição é um e suas ações são outras. Eles não querem o Brasil em primeiro lugar a apontam para o globalismo escravizante.

O povo já percebeu o desserviço do judiciário e do legislativo, a leviandade e a irresponsabilidade por parte de muitos, pois quem deveria ajudar a nação não o faz.

Criam-se pautas absurdas, esquisitas, distantes da realidade do povo. A verdade é que os congressistas que nós temos, com raras exceções, não chegam a lugar nenhum. Qual a solução: trocá-los? E como ficam os caciques, que mandam nos partidos?

Os poderes continuam aparelhados pelos governos anteriores, o que dificulta o avanço do país, porque estão perdendo seus cabides de emprego.

Os ataques externos que o país vem sofrendo é devido à cobiça estrangeira nas nossas riquezas. Você acha que eles estão realmente preocupados com as nossas florestas, com as queimadas, com os índios, quilombolas?

O curioso é que a esquerda não se opõe às ditaduras umbilicais da Venezuela, Cuba, Coréia do Norte e China, ignorando propositalmente o que ocorre com o povo sem liberdade destes países. Ainda insistem em falar em democracia? A China, a pesar dos pesares, continua ilesa.

Lula propôs a criação de igrejas petistas para a reinterpretação da Bíblia. Manoela D’Ávila, do PC do B, se diz uma cristã comunista. Mas, o comunismo é ateu e materialista […].

Caro leitor patriótico, mantenha os pés no chão, cuidado na hora de votar, pois ninguém é obrigado a votar neste tipo de gente bagunceira, antipatriótica e entreguista do país. Querem calar o povo e censurar seus defensores.

Reflexão: “Expressão livre pata todos; censura para ninguém.” (Alexandre Garcia).

Isaac Carreiro Filho (em memória)
Titular do Coluna Patriota Isaac escreveu para o Jornal do Rebouças 160 textos no período de 2018 a 2021. Era Tenente-Coronel do Exército Brasileiro, bacharel em Ciências Militares pela AMAN, bacharel em Administração pela UFSM, especialista em Comunicações pela EsCOM, Mestre em Operações Militares pela EsAO, extensão em Política e Estratégia pela ADESG, Análise e Desenvolvimento de SI Gerenciais pelo ISPG, Curso Livre em Teologia pelo ITQ Água Verde, patriota da LDN-PR e palestrante. Faleceu aos 66 anos, vítima da Covid-19.