Bolsonaro confirma saída de Vélez Rodríguez

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, na manhã desta segunda-feira (8), a saída de Ricardo Vélez Rodríguez do comando do Ministério da Educação. Por meio de uma rede social, Bolsonaro também revelou que Abraham Weintraub vai assumir o posto.

Vélez é colombiano naturalizado brasileiro e tomou posse como ministro no dia 1º de janeiro. De lá para cá, passou por diversas situações desgastantes no MEC provocadas, sobretudo, por desentendimentos entre militares e ‘discípulos’ do escritor Olavo de Carvalho.

Durante um café da manhã com jornalistas na última sexta-feira (5), Bolsonaro afirmou que Vélez Rodríguez poderia deixar o cargo nesta segunda.  Instantes depois da declaração do presidente, Vélez disse que não entregaria o cargo. No momento, ele participava de um evento em Campos do Jordão (SP).

Entre as polêmicas acumuladas por Vélez enquanto estaca à frente do Ministério da Educação, estão a declaração dele de que pretendia mudar os livros didáticos para revisar a maneira como tratam a ditadura militar e o golpe de 1964; o pediu para que escolas filmassem alunos cantando Hino Nacional  e a afirmação de que a universidade não é para todos.

O novo ministro da Educação anunciado por Bolsonaro é economista formado pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Abraham Weintraub compõe a equipe de do governo desde novembro do ano passado.