Carteiras de trabalho “novas” aguardam os donos nos postos do Sine

Cerca de 17% das Carteiras de Trabalho e Previdência Social (CTPS) emitidas em Curitiba, em 2018, não foram retiradas pelos titulares até meados deste mês de janeiro  e congestionam os arquivos dos postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) da cidade. A informação é do diretor de Relações do Trabalho da Fundação de Ação Social – FAS Trabalho, Cesário Ferreira Filho.

No ano passado, mais de 7 mil dos quase 40 mil documentos emitidos a partir dos dez postos municipais do Sine não foram retirados. Além disso, somados aos que estavam esquecidos há mais tempo, chega a quase 12 mil o número de documentos à disposição nas unidades de atendimento.

Século passado

O posto do Sine na Rua da Cidadania do Boqueirão guarda as carteiras de trabalho abandonadas há mais tempo, desde o século passado. Existe uma de 1997 (com 22 anos) e outra de 1998 (com 21). Outras 59 são de 1999 e vão completar 20 anos de espera neste ano, enquanto 64 foram feitas no ano 2000 e 61 em 2001. A partir de 2002, as unidades da maioria das regionais administrativas da cidade acumulam carteiras esquecidas todos os anos.

[themoneytizer id=”21651-28″]

 

O posto da Regional Matriz, perto da Praça Tiradentes, é um dos que mais acumulam carteiras. São mais de 1.200, sendo que 44 representam o saldo do ano passado, quando foram entregues 5.138 dos 5.182 documentos emitidos.

No Boqueirão, onde foram feitas 5.375 carteiras em 2018, o encalhe foi maior neste período: 1.760 das 3.615 ainda aguardam seus titulares. Outros locais, como o posto Fazendinha, o não comparecimento dos trabalhadores também chama a atenção. São 1.596 carteiras à espera somente de quem fez o documento no ano passado.

Espera

“Fazemos o que é possível, usando o telefone de contato de quem vem fazer a carteira. Muitos dizem que virão pegar o documento, mas não vêm e, outros, não conseguimos localizar porque trocam de telefone. O jeito é esperar ou que eles venham ou uma decisão do Governo Federal determinando o que fazer com todas elas”, conta a chefe do Sine Matriz, Cristiane Pereira.

Há também os que esquecem que já fizeram o pedido e basta pegar o documento. “Esses só se dão conta quando chegam praa fazer a Carteira e o nosso sistema acusa a existência em algum lugar do Brasil”, conta a chefe do Sine Boqueirão, Sílvia de Freitas Ferreira.

Serviço procurado

Emissão de Carteira de Trabalho é o segundo serviço mais requisitado ao Sine em Curitiba.  Dos pouco mais de mil atendimentos diários, 530 são para procura de vaga de trabalho e 360 para fazer o documento. O restante são requerimentos de seguro-desemprego.


Serviço

Para fazer a CTPS

  • agendar atendimento pela internet;
  • levar certidão de nascimento, de casamento ou averbação de divórcio, carteira de identidade (RG) e inscrição na Receita Federal (CPF) originais.
  • Segunda via: além destes documentos, é necessário levar o Boletim de Ocorrência referente a perda, extravio ou roubo, fornecido pela Polícia Civil, além de número e série da CTPS anterior.
  • Continuação da CTPS: levar todos os documentos citados mais a CTPS que não dispõe mais de espaço para anotações;
  • A foto é feita no próprio Sine;
  • O documento fica pronto em até 15 dias úteis.