Os canais da Central 156 de Atendimento ao Cidadão registraram neste sábado (13/3) e domingo (14/3), em que Curitiba esteve sob bandeira vermelha, um crescimento de 234% entre solicitações e pedidos de informações relacionados à covid-19. O aumento é comparativo com as demandas registradas no fim de semana anterior (6 e 7/3), quando o município estava em bandeira laranja.

Neste último fim de semana foram 3.006 registros no 156 -1.558 solicitações e 1.446 pedidos de informações. No fim de semana anterior os registros de mesma natureza somaram 901 – 493 solicitações e 408 pedidos de informações relacionados à covid-19.

No topo das solicitações deste fim de semana estiveram pedidos por fiscalização à Secretaria Municipal do Urbanismo (SMU) em estabelecimentos comerciais e em templos religiosos abertos no período diurno. Foram 526 pedidos deste tipo no sábado e 229 no domingo.

Já as denúncias de aglomerações em locais públicos foram 273 – 104 feitas no sábado e outras 169 no domingo.

Na sequência dos registros do fim de semana de bandeira vermelha estiveram 202 denúncias pelo falta de equipamentos obrigatórios de proteção (máscaras e álcool em gel) em comércios – 155 no sábado e 47 no domingo.

“Esse aumento de registros demonstra que uma parcela da população está preocupada em seguir os protocolos de prevenção e controle da pandemia. É importante que essas pessoas atuem na conscientização de familiares e amigos para uma conduta segura”, disse o coordenador de atendimento da Central 156, Flávio dos Santos.

Houve 141 registros relacionados a dúvidas quanto às medidas do decreto vigente, sendo 70 solicitações no sábado e 71 no domingo. Também foram registradas 129 denúncias do funcionamento noturno de templos e do comércio, entre as quais 65 no sábado à noite e 64 no domingo.

E ainda registrados 46 pedidos de fiscalização em comércios de interesse à saúde (dos setores de alimentos – exceto açougue e mercados -, clínicas médicas, farmácias, óticas, laboratórios, serviços veterinários e funerários, entre os quais 24 no sábado e 22 no domingo, e sete solicitações para comércios específicos, que envolve as áreas de call center, construção civil, imprensa, transporte de funcionários, repartições públicas e hospitais, tendo sido seis no sábado e um no domingo.

Fechando os registros houve cinco envolvendo denúncia de circulação de pessoas contaminadas e de pedidos por exames de covid-19.